Cristiano Ronaldo chora em entrevista ao ver vídeo de seu pai

José Diniz Aveiro, pai do português, morreu quando ele tinha 19 anos

São Paulo

Cristiano Ronaldo, 34, chorou durante uma entrevista a um tradicional programa da TV britânica, no qual ele assistiu a um vídeo inédito de seu pai, José Diniz Aveiro, que morreu quando o jogador tinha 19 anos.

"É triste ser o número 1 e ele não ter visto nada. Ele não me viu receber prêmios", disse o jogador da Juventus durante participação no programa Good Morning Britain, da emissora ITV. "Minha família viu, minha mãe, meus irmãos, meu filho mais velho, mas o meu pai não viu nada", acrescentou, chorando.

O português lembrou, ainda, que seu pai era alcoólatra e por isso não conseguiu conhecê-lo bem. Segundo ele, nunca tiveram uma conversa normal.

Na mesma entrevista, Cristiano Ronaldo também comentou sobre a acusação de estupro feita pela americana Kathryn Mayorga. Ele disse que a acusação causou constrangimentos em seu dia a dia.

"Eu me lembro um dia em casa, com minha namorada, assistindo à TV, vendo notícias. E eles falaram 'Cristiano Ronaldo isso, aquilo'. E ouvi meus filhos descendo às escadas, e troquei de canal porque estava envergonhado. Apenas mudei de canal para que Cristiano Jr. não visse que falavam mal de seu pai, em um caso muito ruim. Fez eu me sentir muito mal", emendou.

Em julho deste ano, o procurador público estadual em Las Vegas anunciou que não moveria acusações quanto à acusação de agressão sexual apresentada contra o astro do futebol Cristiano Ronaldo.

"Com base em uma revisão das informações apresentadas até o momento, as afirmações de agressão sexual por Cristiano Ronaldo não podem ser provadas sem dúvida razoável", afirmou em comunicado.

A agressão teria acontecido em um hotel de Las Vegas em junho de 2009, mais ou menos na época em que o atacante português estava concluindo sua transferência do Manchester United ao Real Madrid (Ronaldo atualmente defende a campeã italiana Juventus). 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.