Palmeiras anuncia a contratação de Mano Menezes

Treinador vai substituir Luiz Felipe Scolari, demitido na segunda

João Gabriel Luciano Trindade
São Paulo

Mano Menezes, 57, é o novo técnico do Palmeiras. O clube anunciou a contratação na manhã desta terça-feira (3), um dia após a demissão de Luiz Felipe Scolari, 70. O ex-treinador do Cruzeiro estava desempregado desde sua saída do time mineiro, em 8 de agosto.

O contrato do técnico com o Palmeiras vai até o fim de 2021. Chegam com ele o auxiliar Sidnei Lobo e o preparador físico Eduardo Silva (o Dudu).

 
Atual bicampeão da Copa do Brasil, com o Cruzeiro, Mano pediu demissão do clube mineiro após uma sequência pior que a que tirou Felipão do time alviverde.

No início de agosto, após a derrota por 1 a 0 para o Internacional na ida da semifinal da Copa do Brasil, o Cruzeiro tinha o retrospecto de uma vitória em 18 jogos disputados e somava dez pontos em 13 rodadas do Campeonato Brasileiro (então antepenúltimo colocado).

Cenário mais crítico do que o enfrentado no Palmeiras por Felipão, demitido após o time ter uma queda de desempenho no segundo semestre. Depois da parada de um mês no futebol nacional, durante a Copa América, o clube alviverde acumulou eliminações na Copa do Brasil e na Libertadores e teve 23,8% de aproveitamento no Brasileiro.

Neste ano, Mano teve 55,5% de aproveitamento contra 66,6% de Scolari.

O estilo de jogo do ex-técnico do Cruzeiro e o sucesso em competições mata-mata—venceu três edições da Copa do Brasil (2009, 2017 e 2018)— pesaram na escolha dos dirigentes do Palmeiras. 

 

O fracasso recente em competições eliminatórias incomoda os palmeirenses. O time foi campeão brasileiro duas vezes, mas não venceu nenhuma Libertadores.

A mesma aposta num perfil "copeiro" levou o clube a contratar Felipão, em 2018. O técnico foi o único a vencer a Libertadores no clube, em 1999. No ano passado, viu o time cair na semifinal diante do Boca Juniors. Em 2019, foi eliminado nas quartas de final para o Grêmio.

Mano Menezes nunca venceu uma Libertadores. A melhor campanha de um time comandado por ele no torneio sul-americano foi o vice em 2007, pelo Grêmio. Deixou o clube gaúcho um ano depois para trabalhar no Corinthians.

A passagem pelo rival fez o treinador ter de lidar com a rejeição de parte da torcida palmeirense. A Mancha Alviverde, por exemplo, principal torcida organizada do time, ajudou a promover nas redes sociais a hashtag #manonao na segunda (2), um dia antes do clube confirmar o acerto com o técnico.

"Grandes sonhos precisam de grandes decisões. Ao Palmeiras e a torcida Palmeirense o meu sim: 'Sou Palmeiras, sim senhor!'", escreveu o técnico em sua conta do Twitter. 

Mano treinou o Corinthians duas vezes. Na primeira passagem, venceu a Série B, em 2008, e o Paulista e a Copa do Brasil, em 2009. No ano seguinte, assumiu a seleção brasileira. Ficou na CBF até 2012, quando demitido e substituído por Scolari. Em 2014, voltou ao clube alvinegro, onde ficou por um ano e não venceu títulos.  

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.