Descrição de chapéu Futebol Internacional

EA Sports retira cartas de Van Basten do Fifa após saudação nazista

Holandês também foi suspenso por uma semana da Fox Sports

São Paulo

A EA Sports anunciou nesta segunda-feira (3) que o ex-atacante holandês Marco van Basten foi retirado do game Fifa 20, após ele ter feito piada com uma expressão nazista em uma transmissão da Fox Sports Holanda, onde trabalha como comentarista.

Ao final de uma entrevista ao vivo feita por um repórter do canal com o técnico alemão do Heracles Almelo (HOL), Frank Wormuth, Van Basten disse "Sieg Heil" (Viva a Vitória, em alemão), frase comumente usada para comemorar vitórias do nazismo.

Marco van Basten, em sorteio da Eurocopa de 2012, segurando papel com o nome da seleção alemã
Marco van Basten, em sorteio da Eurocopa de 2012, segurando papel com o nome da seleção alemã - Kai Pfaffenbach/Reuters

A EA Sports anunciou, com um comunicado no próprio jogo Fifa 20, a retirada das cartas de Van Basten do modo Ultimate Team. Segundo a empresa, a decisão foi tomada a fim de manter o "compromisso com a igualdade e a diversidade no jogo".

​No último dia 25, a Fox Sports holandesa já havia afastado o ex-jogador por uma semana, com suspensão do salário. O dinheiro foi doado ao Instituto Holandês de Documentação sobre a Guerra.

“Com uma piada inadequada em um momento inadequado, Van Basten cometeu um erro.O que aconteceu é estúpido e inapropriado e a Fox Sports se distancia do que foi dito”, disse a emissora.

O comentarista pediu desculpas pelo ocorrido. "Não era a minha intenção chocar as pessoas. Eu só quis explicar o alemão do Hans", disse Van Basten.

Marco van Basten, 55, vestiu as camisas de Ajax (HOL) e Milan (ITA). Pelo clube italiano, foi tricampeão nacional e venceu duas vezes a Champions League. Além da carreira em clubes, foi campeão da Eurocopa de 1988 com a seleção holandesa.

O atacante, premiado três vezes com a Bola de Ouro, se aposentou precocemente do futebol aos 29 anos por problemas de lesão.

O ex-atleta também tentou a carreira de técnico, mas sem muito sucesso. Em 2006, na Copa do Mundo da Alemanha, ele comandou a Holanda, que caiu nas oitavas de final para Portugal.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.