Descrição de chapéu Copa Libertadores 2020

Corinthians estreia na Libertadores contra trauma duplo do passado

Em eliminatória na qual caiu em 2011, equipe encara o Guaraní, seu algoz de 2015

São Paulo

A estreia do Corinthians na Copa Libertadores 2020, nesta quarta-feira (5), diante do Guaraní (PAR), unirá dois traumas recentes da equipe alvinegra. O jogo será realizado às 21h30, com transmissão de Globo-SP e SporTV, no estádio La Nueva Olla, em Assunção.

A fase de mata-mata que antecede o acesso aos grupos foi justamente a etapa em que o time alvinegro foi eliminado pelo Tolima (COL), em 2011. Na ocasião, o modesto time colombiano empatou o jogo de ida, no Pacaembu, por 0 a 0, e venceu em casa, por 2 a 0.

A partida de volta ficou marcada, ainda, por ter sido o último jogo disputado por Ronaldo pelo clube paulista. O atacante se aposentou, aos 35 anos. Ausente neste jogo por causa de uma lesão, o lateral Roberto Carlos também não voltaria mais a defender o clube.

Em 2015, foi a vez de o Guaraní surpreender os corintianos, ao eliminar os brasileiros nas oitavas de final daquela edição. O resultado ampliou uma sina da equipe alvinegra neste século. Com exceção de 2012, quando ganhou o inédito título da competição, o time não conseguiu ir além do primeiro mata-mata após a fase de grupos.

Foram nove participações nesse período, com sete eliminações nas oitavas.

Três jogadores do atual elenco faziam parte do plantel corintiano no primeiro confronto com os paraguaios: Cássio, Fagner e Gil, que deixou o clube e depois retornou. Naquela ocasião, Tite ainda estava no Parque São Jorge, de onde sairia em 2016 para assumir a seleção brasileira.

Fagner e Tomas Bartomeus, do Guaraní, em jogo traumático para o Corinthians em 2015
Fagner e Tomas Bartomeus, do Guaraní, em jogo traumático para o Corinthians em 2015 - Nelson Almeida - 13.mai.15/AFP

Os jogadores do Guaraní tiveram como fator motivacional uma declaração do então diretor de futebol corintiano, Sergio Janikian.

Logo após o sorteio que definiu os confrontos das oitavas, o dirigente afirmou que ter o time paraguaio como adversário era um "presente de Deus", referindo-se ao favoritismo da equipe paulista.

Em campo, o Corinthians perdeu os dois jogos: na ida por 2 a 0, sendo que no primeiro gol Cássio falhou após uma cobrança de falta da intermediária. Na segunda partida, em Itaquera, nova derrota por 1 a 0. Janikian pediu demissão após a queda, argumentando que não havia mais clima para ficar no clube.

Nesta quarta, quem estará à frente do time alvinegro será Tiago Nunes, 39. Ele terá a primeira experiência como comandante da equipe na Libertadores.

Contratado em dezembro, o gaúcho chegou ao clube credenciado por seu trabalho vitorioso no Athletico-PR, pelo qual foi campeão da Copa Sul-Americana, em 2018, e da Copa do Brasil, em 2019.

A partida com o Guaraní será o quinto duelo oficial do treinador pelo Corinthians. Até agora, foram duas vitórias, um empate e uma derrota, pelo Campeonato Paulista.

Nessas partidas, o Corinthians oscilou entre bons e maus momentos. As duas vitórias ocorreram quando o time atuou em casa, contra Botafogo (4 a 1) e Santos (2 a 0), em duelos nos quais conseguiu ditar o ritmo.

Já o empate com o Mirassol (1 a 1) e a derrota para a Ponte Preta (2 a 1) aconteceram fora de casa. No primeiro confronto, os corintianos acabaram envolvidos pela velocidade imposta pelo adversário. No segundo, pagaram pelos erros cometidos no campo de defesa.

"Estamos evoluindo. O que eu quero é que os atletas façam tudo de forma natural, sem ter que pensar. É como dirigir um carro. Você não pensa quando troca de marcha. Só o número de jogos vai dar isso", disse Tiago Nunes após a vitória sobre o Santos.

Diante do Guaraní, o treinador deverá mandar a campo a mesma formação que venceu o clássico de domingo. Eles atuaram diante do Santos justamente para aprimorar o entrosamento, segundo Nunes.

O jogo de volta, em São Paulo, está marcado para a próxima quarta (12). Caso consiga avançar à próxima fase, o time do Parque São Jorge ainda terá pela frente o vencedor do confronto entre Cerro Largo (URU) e Palestino (CHI), na última eliminatória antes de chegar à fase de grupos.

O classificado desses duelos entrará no Grupo B, que já conta com Bolívar (BOL), Tigre (ARG) e Palmeiras.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.