Descrição de chapéu Futebol Internacional

Sevilla é campeão da Liga Europa após bicicleta de brasileiro

Diego Carlos participa do gol que deu ao time espanhol o 6º título continental

São Paulo

Em lance que contou com uma bicicleta do zagueiro brasileiro Diego Carlos, 27, o Sevilla conquistou mais uma vez o título da Liga Europa. A equipe espanhola venceu a Internazionale (ITA) por 3 a 2 nesta sexta (21), em Colônia, na Alemanha.

A finalização do defensor ia para fora, mas o belga da equipe italiana Romelu Lukaku a desviou para a rede. Antes do fim do jogo, a Uefa havia dado o gol para Diego, mas depois considerou que foi contra do atacante.

O resultado consolida ainda mais o Sevilla como especialista na Liga Europa. Foi o sexto título na competição que até 2009 se chamava Copa da Uefa. O clube é o maior vencedor da história do torneio e tem o dobro de triunfos de Liverpool (ING), Juventus (ITA), Internazionale (ITA) e Atlético de Madrid (ESP), que dividem o segundo lugar no número de troféus.

O domínio do Sevilla começou em 2006, quando ganhou pela primeira vez. Depois disso, também ficou com a taça em 2007, 2014, 2015 e 2016, antes de derrotar a Inter nesta sexta.

O primeiro tempo teve maior domínio italiano, mas, como já havia acontecido nas quartas e na semifinal, os espanhóis se mantiveram no jogo e sem desperdiçar as chances que apareciam.

Nas fases anteriores, o herói foi o goleiro marroquino Yassine Bounou. Contra o Wolverhampton (ING), ele defendeu pênalti quando o placar era 0 a 0 (o Sevilla venceu por 1 a 0). Na semifinal, salvou os espanhóis em vários lances na vitória por 2 a 1 sobre o Manchester United (ING).

O brasileiro Diego Carlos (com a bola na barriga) comemora o gol que deu ao Sevilla o título da Liga Europa
O brasileiro Diego Carlos (com a bola na barriga) comemora o gol que deu ao Sevilla o título da Liga Europa - Lars Baron/AFP

O esquema do técnico Julen Lopetegui bloqueou a velocidade da Internazionale e controlou o perigo representado por Lukaku, referência no ataque da Inter. Mas foi o belga quem abriu o placar ao sofrer pênalti cometido por Diego Carlos e convertê-lo aos 5 minutos.

Poderia ser o sinal de uma goleada, mas o Sevilla virou em duas bolas aéreas com cabeçadas do holandês Luuk de Jong, aos 12 e 33 minutos.

Sem espaço para entrar pelo meio da área, a Inter começou também a jogar com bolas aéreas e chegou à igualdade com o uruguaio Diego Godín aos 33.

Os dois times pareceram mais preocupados com a questão defensiva na etapa final, e as chances não foram muitas. A melhor delas caiu nos pés de Lukaku, que saiu de frente para Bounou, mas não conseguiu converter.

O castigo veio logo depois, aos 29, quando Diego Carlos acertou uma bicicleta improvável na área e contou com a ajuda do artilheiro rival.

Revelado pelo Desportivo Brasil, equipe formada pela empresa Traffic para revelar novos jogadores, Diego está na Europa desde 2014 e se destacou no Nantes (FRA), entre 2016 e 2019, quando foi contratado pelo Sevilla.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.