Descrição de chapéu Copa do Brasil São Paulo

Grêmio elimina o São Paulo e faz final da Copa do Brasil contra Palmeiras

No último jogo sob a presidência de Leco, time tricolor cai mais uma vez no Morumbi

São Paulo

A tradição pesou nas semifinais da Copa do Brasil. Palmeiras e Grêmio, que juntos somam oito títulos do torneio mata-mata, eliminaram nesta quarta-feira (30) América-MG e São Paulo, respectivamente, e vão se enfrentar na decisão da edição 2020 do campeonato.

Enquanto a equipe alviverde venceu por 2 a 0 após ter empatado o jogo de ida por 1 a 1, o time são-paulino não conseguiu reverter a desvantagem do jogo de ida, em Porto Alegre, quando perdeu por 1 a 0, e não foi além de um empate sem gols no Morumbi.

Atacante Luiz Adriano comemora gol durante partida entre Palmeiras e América-MG pela Copa do Brasil
Atacante Luiz Adriano comemora gol durante partida entre Palmeiras e América-MG pela Copa do Brasil - Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

São Paulo e América, que vivem ótimos momentos na temporada —o primeiro lidera o Brasileiro, enquanto e o segundo é vice-líder da Série B—, buscavam o título inédito. Em 2000, em sua melhor campanha, o time do Morumbi foi vice-campeão. O melhor desempenho dos mineiros foi justamente neste ano.

Os jogos da decisão estão marcados para os dias 3 e 10 de fevereiro de 2021. Os mandos de campo ainda serão definidos em sorteio pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

A terceira eliminação em mata-mata dentro de casa no ano (após Paulista e Sul-Americana) encerrou, ainda, sem nenhuma conquista o mandato de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, como presidente do São Paulo.

Essa foi a última partida do clube sob a gestão do mandatário que comanda a agremiação desde o final de 2015. Julio Casares assumirá o cargo em 1º de janeiro.

A atual seca de títulos, de quase oito anos, já é a terceira maior da história do clube —as mais longas foram nos períodos de 1957 a 1970 e de 1931 a 1943. A última conquista foi a Copa Sul-Americana de 2012.

A administração de Leco tem sido marcada por constantes mudanças. Sob a gestão dele, nove técnicos comandaram a equipe (sem contar interinos): Doriva, Edgardo Bauza, Ricardo Gomes, Rogério Ceni, Dorival Júnior, Diego Aguirre, André Jardine, Cuca e Fernando Diniz.

Apesar da evolução sob o comando de Diniz, diante do Grêmio os tricolores não conseguiram apresentar um bom futebol.

Diego Souza domina a bola durante partida entre São Paulo e Grêmio pela Copa do Brasil
Diego Souza domina a bola durante partida entre São Paulo e Grêmio pela Copa do Brasil - Lucas Uebel/Gremio FBPA

A postura das duas equipes no Morumbi foi semelhante à apresentada no jogo de ida, em Porto Alegre, quando os são-paulinos passaram mais tempo com a bola, mas sofreram com boas chances criadas pelos gremistas no contra-ataque.

Desta vez, foi com uma bola parada que os gaúchos quase abriram o placar no primeiro tempo, aos 10 minutos, quando Victor Ferraz recebeu na linha da pequena área e finalizou na trave.

Foi a chance mais clara da primeira etapa, na qual os goleiros foram pouco exigidos. No segundo tempo, o cenário seguiu o mesmo e o empate se manteve, o que classificou os gaúchos.

Após o apito final, jogadores são-paulinos e Diniz fizeram reclamações acintosas contra a arbitragem. Policiais militares se colocaram entre os dois grupos para conter os ânimos.

Na decisão, o time comandado por Renato Gaúcho terá a chance de igualar o recorde do Cruzeiro, o maior campeão da Copa do Brasil, com seis títulos. A equipe gaúcha foi campeã em 1989, 1994, 1997, 2001 e 2016, este último já sob o comando de Renato —no primeiro ano dele à frente do elenco gremista nesta passagem.

Em Belo Horizonte, Palmeiras e América-MG fizeram um jogo semelhante, pelo menos durante a primeira etapa.

Muita marcação, pouquíssimas chances de gols criadas em um jogo sem emoção. Esse foi o retrato do primeiro tempo no Indepedência, cenário que ainda deixava indefinido o time que disputaria a final do torneio.

O Palmeiras chegou a passar mais tempo com a bola nos pés, mas só criou uma única oportunidade clara, quando Gómez quase fez de cabeça.

Como o resultado levaria a decisão para os pênaltis, as duas equipes voltaram com mais disposição no setor ofensivo depois do intervalo.

Ambas exigiram boas defesas de Weverton e Matheus Cavichioli, mas o goleiro americano não evitou o gol aos 23 minutos, quando Luiz Adriano recebeu uma bola na entrada da área e finalizou rasteiro para abrir o placar.

Em vantagem, o Palmeiras conseguiu crescer na partida e fechou a conta aos 39 minutos, com Rony. Ele marcou de cabeça após rebote do goleiro em uma finalização de Mayke.

Diante do Grêmio, o clube alviverde vai buscar o seu quarto troféu do mata-mata para se isolar como o terceiro que mais vezes conquistou a competição. Atualmente, está empatado com Corinthians e Flamengo, cada um com três taças.

Além da disputa pelo título, os finalistas vão brigar por uma premiação de R$ 54 milhões, valor que será pago pela CBF ao campeão do torneio. O vice embolsará R$ 22 milhões.

A injeção desses valores é vista pelos clubes como uma forma de amenizar a perda de receitas ao longo do ano causada pela pandemia de Covid-19, sobretudo pelo fato de as competições terem sido retomadas sem a presença de público nos estádios.

Apesar da proibição de torcedores nas arquibancadas, centenas de são-paulinos fizeram aglomeração no entorno do Morumbi durante a partida contra o Grêmio.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.