Após golear lanterna São Caetano, São Paulo enfrenta invicto Bragantino

Time de Bragança tem dois atacantes que atuaram pelo clube do Morumbi

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O São Paulo ficou 27 dias sem competir durante a suspensão do futebol no estado paulista. Agora, vai para a sua segunda partida de uma maratona de 4 jogos em 7 dias.

Após golear o São Caetano no último sábado (10), o time do técnico Hernán Crespo terá pela frente o Red Bull Bragantino, nesta segunda-feira (12), às 20h (transmissão do SporTV).

A expectativa é que o duelo seja bem diferente do anterior, porque o desempenho dos dois rivais é quase inverso.

Daniel Alves comemora gol contra o São Caetano
Daniel Alves comemora gol contra o São Caetano - Rubens Chiri/SãoPaulo FC

Simultaneamente ao último jogo do São Paulo, o time de Bragança enfrentou o São Bento. E venceu, por 2 a 1, com gol de dois atacantes que conhecem bem o Morumbi: Helinho, revelado na base de Cotia e agora negociado em definitivo com o Bragantino, e Ytalo, que defendeu o clube tricolor de 2016 a 2017.

Adversário do último sábado, o São Caetano é o lanterna do Grupo D, nem sequer venceu na competição (4 derrotas e 1 empate) e marcou seu primeiro gol no Campeonato Paulista justamente contra o São Paulo —por outro lado, já sofreu 11.

Já o Bragantino, que fez boa campanha na última Série A do Brasileiro, lidera o Grupo C com 11 pontos, à frente inclusive do Palmeiras, que tem 8 com um jogo a menos. O time da Red Bull está invicto: são três vitórias e dois empates, com 7 gols marcados e 3 sofridos nas cinco rodadas disputadas.

Apesar de liderar o Grupo B, o São Paulo tem desempenho pior que o time de Bragança: 10 pontos. Com três goleadas até aqui no Paulista (além do São Caetano, 4 a 0 contra Santos e Inter de Limeira), a equipe de Crespo se destaca pelo ataque. São 15 gols marcados e 4 sofridos.

Luciano, artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado e que não jogou no sábado, também não treinou neste domingo (11) e é dúvida para a partida de segunda.

Éder, atacante que estreou com gol na última partida, ainda recupera sua melhor forma física e chegou a brincar, após o duelo, que os 30 minutos em que atuou pareceram 90 dada a sua condição.

Crespo ainda poderá promover a reestreia do zagueiro Miranda, tricampeão brasileiro pelo clube entre 2006 e 2008. Ele ficou no banco de reservas no jogo contra o São Caetano.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.