Descrição de chapéu Liga dos Campeões 2020 - 2021

City vira sobre PSG e fica a um passo de final inédita na Champions

Ingleses saem atrás no placar, mas buscam a virada por 2 a 1 no Parque dos Príncipes

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O Manchester City conseguiu um ótimo resultado nesta quarta-feira (28) no duelo de ida das semifinais da Champions League. Após saírem atrás no placar, os ingleses conseguiram a virada e bateram os parisienses por 2 a 1, no Parque dos Príncipes.

A vitória fora de casa coloca a equipe de Pep Guardiola a um passo de sua primeira final europeia na história. O catalão, que levou o Barcelona (ESP) a duas finais de Champions como técnico, vai em busca de sua terceira decisão do torneio.

Marquinhos, que retornou à equipe após lesão que o tirou do confronto anterior, abriu o placar para os parisienses no início do primeiro tempo, mas Kevin De Bruyne e Riyad Mahrez anotaram para os visitantes na etapa final e decretaram a virada em Paris.

Riyad Mahrez comemora o gol da virada sobre o Paris Saint-Germain, na França
Riyad Mahrez comemora o gol da virada sobre o Paris Saint-Germain, na França - Anne-Christine Poujoulat/AFP

Agora, em Manchester, o PSG terá de vencer por pelo menos dois gols de diferença (ou um gol de vantagem, desde que vença, no mínimo, por 3 a 2) para voltar à final, como na temporada passada.

O jogo começou com os donos da casa respondendo à posse de bola do Manchester City com rápidos contra-ataques. Contudo, os ingleses não conseguiam manter a bola por longos períodos e se aproximar da área adversária, e os franceses passaram a se sentir mais confortáveis na partida.

Melhor que o City, o time de Pochettino abriu o placar aos 15 minutos de partida.

Di María cobrou escanteio pela direita e Marquinhos subiu livre na primeira trave para desviar e colocar o Paris Saint-Germain na frente.

O zagueiro brasileiro, capitão do clube, havia marcado contra o Bayern (ALE) na fase anterior, no duelo de ida, em Munique. Na temporada passada, Marquinhos também se mostrou artilheiro em decisões, com gols diante de RB Leipzig (ALE) e Atalanta (ITA) nas quartas e semifinais da Champions, respectivamente.

Na segunda etapa, o Manchester City voltou melhor e procurou ocupar ainda mais o campo de ataque. Os franceses, em busca dos espaços para acionar a velocidade de Neymar e Mbappé, se fecharam atrás, com duas linhas para evitar infiltrações e passes verticais do time de Guardiola.

O capitão Kevin De Bruyne marcou o primeiro e comandou a virada do City em Paris
O capitão Kevin De Bruyne marcou o primeiro e comandou a virada do City em Paris - Benoit Tessier/Reuters

O empate do City veio em falha do goleiro Keylor Navas. Após cobrança de escanteio curto, os ingleses trocaram passes até chegar em De Bruyne, que cruzou. Navas esperou a bola quicar, mas calculou mal e viu a rede balançar, aos 19 minutos do segundo tempo.

A virada veio sete minutos depois. Em falta na frente da área, o canhoto Mahrez cobrou à meia altura na direção da barreira, mas Kimpembe e Leandro Paredes abriram, e a bola terminou no fundo do gol.

Depois de tomar a frente no placar, a missão de administrar a vantagem ficou ainda mais fácil para o Manchester City. Aos 32, Gueye pisou em Gündogan e levou cartão vermelho direto, deixando os parisienses com um a menos.

Na história da Champions League, houve até hoje 47 confrontos em que clubes ingleses venceram o primeiro duelo de um mata-mata de dois jogos fora de casa. Em todos eles, os britânicos conseguiram se classificar. O Paris Saint-Germain tentará quebrar essa escrita.

As equipes voltam a se enfrentar pela semifinal na próxima terça-feira (4), no Etihad Stadium, na Inglaterra.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.