Ministério Público retira restrições e abre caminho para volta do futebol em SP

Liberação depende do governador João Doria, que aguardava posição do procurador-geral

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O Ministério Público de São Paulo enviou nesta quinta-feira (8) à noite um ofício ao governador do estado, João Doria (PSDB), retirando as restrições para a volta do futebol. Isso abre o caminho para a retomada do Campeonato Paulista a partir da próxima semana.

O documento foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo.

Palmeiras e Ferroviária se enfrentaram no Allianz Parque na última rodada antes da paralisação do Campeonato Paulista
Palmeiras e Ferroviária se enfrentaram no Allianz Parque na última rodada antes da proibição de jogos em São Paulo - Rubens Cavalari - 14.mar.21/Folhapress

Em reunião na quarta-feira (7), a Federação Paulista de Futebol (FPF) havia apresentado mudanças no protocolo sanitário dos jogos para tentar obter a liberação.

"[Trata-se de] Um avanço positivo diante do contexto que se revelava quando da edição do Decreto de 11 de março, que estabeleceu a fase emergencial em todo o Estado. O novo protocolo da FPF, discutido com representantes da Procuradoria-Geral de Justiça e do grupo de trabalho, é produto de diálogo estabelecido entre esta Instituição e a Federação Paulista de Futebol, em várias reuniões realizadas durante as últimas semanas", afirma Sarrubbo em nota divulgada pelo órgão.

A assessoria de imprensa disse à Folha que, no ofício enviado ao governador, o procurador-geral retira a recomendação para que as partidas não aconteçam.

Até a noite desta quinta, não foram divulgadas quais mudanças serão implementadas no protocolo da FPF.

A decisão do retorno do futebol no estado depende agora de Doria. O sinal verde pode ser dado nesta sexta-feira (9), quando o governador deve conceder entrevista. Ele havia se recusado a autorizar a retomada das competições da FPF sem o aval do Ministério Público.

A Série A1, a elite do estado, pode voltar a campo na segunda-feira (12), mesmo que a fase emergencial em São Paulo, anunciada por causa do avanço da pandemia da Covid-19 e que termina neste domingo (11), seja estendida.

O futebol está suspenso no estado desde 15 de março. Foi quando entrou em vigor decreto assinado por Doria suspendendo atividades esportivas e cultos religiosos, como tentativa de conter o avanço da Covid-19. A iniciativa de fazer o pedido das restrições foi do Ministério Público.

Contrariada, a FPF tentou levar a competição para outros estados, mas apenas duas partidas foram realizadas, há duas semanas. Mirassol x Corinthians e São Bento x Palmeiras aconteceram em Volta Redonda, no Rio de Janeiro.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.