Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro 2021

Goleada do Bahia expõe dificuldades do Santos de Fernando Diniz

Equipe repete erros e é derrotada em Salvador na estreia pelo Brasileiro

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Fernando Diniz se manteve na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro até a reta final da competição na temporada passada, à época treinador do São Paulo. Agora, à frente do Santos, os objetivos do técnico deverão ser mais modestos, a depender do desempenho da equipe na estreia do Nacional, neste sábado (29).

Contra o Bahia, o Santos jogou mal e perdeu por 3 a 0 fora de casa, no Estádio de Pituaçu, em Salvador.

Jogadores disputam bola durante partida entre Bahia e Santos, pelo Brasileiro
Jogadores disputam bola durante partida entre Bahia e Santos, pelo Brasileiro - Felipe Oliveira/EC Bahia

Foi apenas o segundo jogo de Diniz à beira do gramado como treinador do time santista. Ele foi expulso na partida de sua estreia, contra o Boca Juniors, pela Libertadores, e teve de cumprir suspensão nos dois últimos jogos da equipe.

Com pouco mais de 20 dias de casa, porém, o técnico ainda não conseguiu implementar a sua filosofia de jogo —Diniz foi apresentado no dia 7 deste mês.

Assim como nos últimos jogos, o Santos mostrou pouca criatividade no ataque e lentidão em campo. São características que costumam destoar do estilo de jogo imposto pelas equipes de Diniz, conhecidas pelas rápidas transições de jogadas e troca de passes.

Com mais posse de bola no primeiro tempo, mas com dificuldades no setor ofensivo, a primeira chance de gol da equipe santista só aconteceu aos 45 minutos, em chute de Marinho.

A partida marcou o retorno aos gramados do atacante, que estava lesionado desde o início do mês. Destaque da equipe nos últimos anos, ele ainda não deslanchou na atual temporada.

Foi a primeira partida do atacante sob o comando de Diniz. Sem ritmo de jogo, ele não conseguiu apresentar a mesma movimentação de outras oportunidades.

O castigo veio no segundo tempo e em uma velocidade arrasadora. Foram três gols do Bahia em apenas 7 minutos, evidenciando também a fragilidade defensiva da equipe santista.

Thaciano, que já passou pelo Santos, fez valer a lei do ex e marcou no primeiro minuto e no terceiro. Juninho completou a vitória baiana aos 7.

A derrota expõe as dificuldades do elenco santista como um todo, que mostra carência de peças e ainda não se encontrou desde a saída de Soteldo, vendido ao Toronto, do Canadá, em abril.

Também mostra que Diniz terá um grande desafio pela frente. Antes da derrota deste sábado, o Santos amargou na atual temporada as eliminações do Campeonato Paulista e da Libertadores, ambas ainda na primeira fase.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.