Judi Dench critica corte de cenas de Kevin Spacey em filme

'Qualquer um que tenha se comportado mal, ou violado a lei, ou cometido algum delito será sempre cortado?', questionou a atriz

A atriz britânica Judi Dench, 83, disse ser contrária ao corte de cenas de Kevin Spacey em filme já finalizado. 

Os produtores do longa "Todo o Dinheiro do Mundo" decidiram retirar as cenas de Kevin  Spacey da produção — quando já estava finalizada— no ano passado depois que o ator duas vezes ganhador do Oscar foi acusado de assédio sexual.

Judi Dench no festival de cinema de San Sebastián, na Espanha
Judi Dench no festival de cinema de San Sebastián, na Espanha - Vincent West/Reuters

“Não posso aprovar de maneira nenhuma o fato, não importa o que ele fez, de você começar a cortá-lo de filmes”, disse Dench em uma entrevista coletiva no Festival Internacional de Cinema de San Sebastián, na Espanha.

"Será que deveríamos voltar no tempo agora e qualquer um que tenha se comportado mal de alguma maneira, ou violado a lei, ou cometido algum tipo de delito será sempre cortado?"

Dench descreveu Spacey como “um bom amigo” e “um conforto inestimável” depois que eles trabalharam juntos em “Chegadas e Partidas”, de 2001, na esteira da morte do marido da atriz.

“Não conheço nenhuma das condições, mas mesmo assim acho que ele é e foi um ator maravilhoso.”

Spacey também foi banido da série que protagonizava, 'House of Cards'.

Após escândalo envolvendo Spacey vir à tona, a Netflix deciu interromper as gravações da sexta temporada da série, em outubro de 2017, e "supender a série indefinidamente".

Ainda em 2017, o ator seria homenageado na cerimônia do Emmy. A Academia Internacional de Artes e Ciências Televisivas, responsável pelo Emmy, retirou a homenagem que faria ao ator.

Reuters

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.