Líder indígena Raoni vai ao Festival de Cannes denunciar desmatamento

Em viagem para alertar sobre situação da reserva do Xingu, ele chega à mostra de cinema mais importante do mundo

Guilherme Genestreti
Cannes (França)

Em sua passagem pela Europa, o líder indígena Raoni passou pelo Festival de Cannes, mais importante mostra de cinema do mundo, para denunciar o desmatamento da Amazônia. Ele vai conversar com a imprensa no sábado (25) sobre o tema.

O líder indígena Raoni no Festival de Cannes
O líder indígena Raoni no Festival de Cannes - Alberto Pizzoli/AFP

Nesta sexta (24), ele caminhou pelo famoso tapete vermelho do evento para acompanhar a exibição de "Sibyl", de Justine Triet.

O líder indígena tem feito um périplo por vários países europeus. Na quinta (16), foi recebido pelo presidente da França, Emmanuel Macron, que apoiou sua luta para proteger os povos amazônicos. Os dois tiveram uma conversa de 45 minutos em Paris.

Raoni está no meio de uma viagem de três semanas com o intuito de lançar um alerta a políticos sobre a situação da reserva do Xingu. Em entrevista ao jornal Le Parisien, disse buscar 1 milhão de euros (4,5 milhões de reais) para a delimitação daquele espaço com um muro verde feito de bambus. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.