Após Jay-Z, Miley Cyrus abandona novo Woodstock

Cantora era uma das principais atrações do evento dos dias 16 a 18 de agosto, que vem enfrentando problemas de financiamento

Los Angeles e São Paulo | Reuters

Miley Cyrus desistiu de participar do problemático festival Woodstock 50 na terça (30), segundo relatos, juntando-se a vários outros grandes nomes que dizem que não tocarão mais no evento oficial concebido para marcar o aniversário do famoso festival musical de 1969.

Cyrus, uma das maiores estrelas pop dos Estados Unidos, era uma das principais atrações do evento planejado para os dias 16 a 18 de agosto, que vem enfrentando problemas de financiamento e autorização.

As revistas Variety e Rolling Stone citaram fontes a par da situação segundo as quais Miley não participará mais. Representantes da intérprete de “Wrecking Ball” não responderam a pedidos de comentário.

O rapper Jay-Z desistiu na semana passada, assim como John Fogerty, líder do Creedence Clearwater Revival, enquanto os organizadores do Woodstock 50 buscavam um terceiro local para o festival, desta vez um pequeno anfiteatro de Columbia, no estado de Maryland.

Nos últimos dias, Dead & Company, Carlos Santana e as bandas de rock Lumineers e Raconteurs também desistiram, disseram seus representantes à Rolling Stone.

Ainda não foi anunciada a venda de ingressos do festival –que, segundo reportagens, pode acabar sendo um evento gratuito de um dia com um público reduzido de mais de 100 mil para cerca de 30 mil.

O Woodstock 50, que deve contar com 80 artistas, foi planejado inicialmente na pista de corrida de Watkins Glen, no norte do Estado de Nova York, mas o local desistiu do projeto em junho. Em seguida os organizadores tentaram obter autorizações para Vernon, em Nova York, mas em vão.

O novo local proposto é o Merriweather Post Pavilion de Maryland.

A entidade sem fins lucrativos Bethel Woods Center for the Arts, atual proprietária do campo em que ocorreu o festival de Woodstock de 1969, também reduziu os planos de um evento comemorativo de três dias, dizendo em fevereiro que ao invés disso fará shows separados de Ringo Starr, Santana e Doobie Brothers.

Os organizadores do Woodstock 50 não responderam a um pedido de comentário sobre as desistências mais recentes na terça-feira.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.