Descrição de chapéu
Televisão

Comediante Chealsea Handler discute privilégio branco em documentário

'Alô, privilégio? É a Chelsea', disponível na Netflix, fala sobre o problema do racismo nos Estados Unidos

Alexandra Loras

Alô, privilégio? É a Chelsea

  • Onde Netflix
  • Classificação 16 anos
  • Elenco Chealsea Handler
  • Produção Estados Unidos, 2019
  • Direção Alex Stapleton

“Vocês, brancos, pelo menos sabem de onde vocês vêm. Vocês sabem quem são os seus antepassados, qual é a origem deles. Nós, negros, nem temos esse privilégio. Imagina se projetar no futuro se você nem conhece o seu passado?” 

Essa frase, dita por uma negra no documentário “Alô, privilégio? É a Chelsea”, disponível na Netflix, me marcou muito e já diz tudo.

O documentário encara de peito aberto a questão do privilégio branco e aponta finalmente o dedo para uma das principais origens do racismo contra o negro: o branco é privilegiado sim.

mulher loira fala no microfone durante uma apresentação
A comediante Chelsea Handler - Divulgação

Privilégio é um direito especial de um grupo de pessoas em relação a um outro grupo. Essa vantagem é tão estrutural em países como os Estados Unidos ou o Brasil que ela virou hoje um forte viés inconsciente e vive no silêncio.

Com o tempo, esse privilégio vira um enorme ponto cego para muitos e se impregna cada vez mas na cultura, na maneira de ser e na vida de cada um. A consequência é que os negros ficam encurralados e sofrem racismo no cotidiano.

Reconhecer um ponto cego é uma coisa difícil de ser feita porque ele estrutura o convívio de cada um de nós. Mas ser branco e reconhecer o próprio privilegiado é um dos passos mais importantes para acabar com uma estrutura social racista contra o negro. E o documentário mostra bem essa busca por clareza pela atriz americana branca e loira, Chealsea Handler. Assistam.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.