Prefeito de Guarulhos manda tirar fotos com 'menção a questões políticas' de mostra

Imagens em exposição mostravam mulheres em protesto contra Jair Bolsonaro em 2018

São Paulo

Neste domingo (20), sob ordens do prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa, o Guti (PSB), foram retiradas cinco fotografias da exposição “Universo Feminino”, no Centro Municipal de Educação Adamastor, organizada pelo coletivo Fotógrafas Guarulhenses. 

As imagens em questão são da fotojornalista Janaina Reis e registram o protesto que reuniu milhares de mulheres no Largo da Batata contra o então candidato à presidência Jair Bolsonaro, em setembro do ano passado.

Em áudio vazado na internet, o prefeito fala com o subsecretário de cultura Adalmir Abreu sobre as imagens. “Fazer uma menção contra um governo federal que acabou de começar? Cara, é um absurdo”, disse ele, que em seguida ordenou: “Vocês têm dez minutos para retirar isso, tudo que faça menção às questões políticas, partidárias, nominais, eu quero fora. Entendeu?”

Nas redes sociais, o coletivo responsável pela mostra alega que não foi informado com antecedência da retirada das obras e diz que a exposição não se refere à política, mas ao universo feminino.

A prefeitura informou, em nota, que "ao saber que na exposição havia um conjunto de quadros de caráter político-partidário, o prefeito determinou que somente esses fossem retirados imediatamente, já que o Centro Municipal de Educação Adamastor é um espaço público inapropriado para manifestações de cunho político". 

Janaina Reis é uma das 20 fotógrafas que integram a exposição. De acordo com a curadora da mostra, Marina Pinto, este era o único conjunto de fotografias com mote político da mostra. As outras mulheres optaram por exibir fotos de temas variados, como imagens de mães com os filhos, retratos e fotografias de paisagens. 

Angela Sellin, por exemplo, exibe fotografias de mulheres e suas raízes, levando em consideração os quatro elementos: terra, ar, fogo e água.

Em cartaz desde 20 de setembro, a mostra reúne 80 imagens, de 20 fotógrafas que circulam ou moram na cidade da Grande São Paulo e destacam o desejo por igualdade, troca de experiências e a conquista de espaço das mulheres. 

A exposição do coletivo segue até 17 de novembro, diariamente das 9h às 22h.

De acordo com uma funcionária da prefeitura que não quis se identificar, o prefeito ficou sabendo da exposição após o destaque do Mural publicado no Guia Folha nesta sexta (18). 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.