Descrição de chapéu Rock in Rio

Thrash feminino de Nervosa abre dia do metal com músicas sobre tirania

Power trio se apresentou no palco Sunset no Rock in Rio e dedicou uma canção para a vereadora Marielle Franco

Laura Lewer
Rio de Janeiro

"Não dá muito tempo de falar hoje, né? É thrash atrás de thrash", adiantou logo no começo do show Fernanda Lira, vocalista e baixista da banda Nervosa, formada ainda por Prika Amaral e Luana Dametto.

O power trio brasileiro foi o responsável por abrir o palco Sunset nesta sexta (4), dia que reúne os representantes do metal e de suas variações na programação do Rock in Rio.

Centenas de metaleiros com suas camisetas pretas enfrentaram o sol forte para assistir à banda formada em 2010, que mostrou ao longo da hora de apresentação a experiência de quem já levou sua sonoridade thrash metal —vertente mais acelerada do heavy metal— para as Américas Latina e do Norte, Ásia e Europa.

show de rock
Show da banda Nervosa no palco Sunset, no festival Rock in Rio - Adriano Vizoni/Folhapress

Elas passaram por músicas de seus três discos, “Victim of Yourself”, de 2014, “Agony”, de 2016 e “Downfall of Mankind”, do ano passado, várias delas respondidas com os clássicos bate cabeça e rodas de pogo.

Em um show marcado pelas manifestações políticas, a banda dedicou "Raise Your Fist" para a vereadora carioca Marielle Franco ("a gente está na terra de alguém que acreditava num ideal e morreu por ele") e falou sobre o governo em "Guerra Santa", com versos sobre a intolerância e discriminação "em nome de um Deus".

"Essa música fala sobre quando a gente faz essa mistura perigosa entre religião e política, que é o que infelizmente tem acontecido no governo", disse a vocalista, seguida de xingamentos contra o presidente Jair Bolsonaro.

Os headbangers acompanharam incansáveis outras canções como “Death!”, “Kill the Silence” e “Never Forget, Never Repeat”, que ainda falam sobre temas como gênero, raça e união na cena do metal.

Pelo palco Sunset ainda passam Torture Squad e Claustrofobia, Anthrax e Slayer.

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.