Descrição de chapéu
Cinema

Comédia 'Um Amante Francês' faz gargalhar sem incorrer na paródia

O filme parece realmente com uma produção rodada há 20 ou 30 anos (e isso é um elogio)

Um Amante Francês

  • Quando Estreia nesta quinta (28)
  • Classificação 12 anos
  • Elenco Kad Merad, Anne Charrier e Léopold Moati
  • Produção França, 2019
  • Direção Olivier Baroux


Se fosse produzido nos anos 1980, “Um Amante Francês” certamente teria Gérard Depardieu no papel principal. O veterano gigolô Alex seria perfeito para ele, com seu jeito presunçoso e malandro.

O filme parece realmente com uma produção rodada há 20 ou 30 anos. E isso é um elogio. Tira seu humor de situações bem construídas, de personagens que são vigaristas simpáticos. Nada de paródias ou esse humor de referências que infesta o cinema hoje.

Kad Merad, que escreveu o roteiro junto com o diretor Oliveir Baroux, interpreta Alex, quase cinquentão. Desde jovem, seduziu idosas ricaças, vivendo muito bem como recompensa por sua performance sexual. Até encontrar Denise, viúva milionária.

E assim, 28 anos depois, os dois ainda estão juntos, e Alex não tem do que reclamar. Mora numa mansão e espera Denise morrer para ficar com tudo. Mas ela resolve trocá-lo por um homem mais jovem.

Ele acaba indo morar com a irmã. Sarah é viúva, odeia Alex e tem um filho de dez anos, Hugo, um nerd adorável. Para desespero da mãe, o garoto começa a receber lições do tio, preocupado porque Hugo não sabe lidar com as meninas. Então Alex conhece Samantha, avó riquíssima de uma colega do sobrinho.

O filme tem pelo menos cinco ou seis cenas de arrancar gargalhadas, começando pela abertura. Mas o humor está pulverizado pela narrativa.

“Um Amante Francês”, no entanto, só funciona porque Kad Merad acerta demais. Às vezes é ingênuo e imbecil, e isso faz com que a plateia torça por ele.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.