Netflix usa galã teen Noah Centineo e cenários para selfies para fidelizar fãs

Plano de lançamento de novo 'Para Todos os Garotos que Já Amei' revela armas da plataforma para guerra do streaming

São Paulo

A gritaria era tanta que era difícil ouvir alguns dos diálogos de “Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você”, romance adolescente da Netflix cuja pré-estreia, há duas semanas, reuniu 800 jovens no auditório Oscar Niemeyer, no parque Ibirapuera —o filme chega à plataforma de streaming nesta quarta (12).

Os berros começaram antes mesmo do início do filme, quando o casal de protagonistas, Lana Condor e Noah Centineo, surgiu no palco de surpresa.

E só foram parar lá pelo clímax da trama, uma continuação de “Para Todos os Garotos que Já Amei”, que, como sua antecessora, é adaptada de uma série de livros homônima de Jenny Han.

A maioria deles clamava pelo nome de Peter Kavinsky, atleta bom moço interpretado por Centineo.

No primeiro filme, ele topa fingir ser o namorado da mocinha Lara Jean depois que várias cartas de amor que ela tinha escrito são misteriosamente enviadas aos seus remetentes —um deles, o ex-namorado de sua irmã mais velha.

Mas, é claro, Peter e Lara Jean se apaixonam de verdade no meio da armação.

Esse segundo ato começa, assim, com os pombinhos juntos, egressos de um período de lua de mel. Até que entra em cena outra paixão platônica de Lara Jean, John Ambrose McClaren, vivido por Jordan Fisher.

 

“É sempre assim”, diz Centineo sobre o fervor dos fãs, esparramado num banco na varanda do Palácio Tangará, hotel de luxo na zona sul de São Paulo, num dia abafado de verão. “Alguns dos nossos espectadores são bem intensos”, completa Condor, sentada ao lado do jovem galã. “Mas a forma como reagem ao Noah é incomum.”

O ator foi alçado ao posto de novo namoradinho da internet na mesma semana em que “Para Todos os Garotos” estreou na Netflix.

Em um dia, ganhou um milhão de seguidores no Instagram —hoje eles totalizam mais de 17 milhões. E emendou outras duas comédias românticas na plataforma.

Mas Centineo não é o único motivo pelo qual a série, cuja encarnação literária foi um best-seller do New York Times, virou um fenômeno.

Um grupo de mais de 20 jovens, que esperava pelos ídolos há três dias, da manhã até a madrugada, na recepção do Palácio Tangará, reclama da predileção generalizada pelo ator —ao contrário de Centineo, Condor não fechou contrato para outras produções na plataforma.

Eles contam que o que mais encanta na franquia é o romance. “É a própria fanfic”, diz um deles, em referência às histórias inventadas pelos fãs com os personagens de que gostam.

Condor e Centineo concordam. “Lara Jean e Peter têm o coração puro. Num mundo em que está todo mundo sempre cansado, em que ninguém faz contato visual, é uma coisa nova”, declara Centineo.

“E não importa o que digam, todo mundo já se apaixonou pela primeira vez”, acrescenta Condor.

Os fãs ainda falam da importância da representatividade para o sucesso da trama.

A criadora da série, Jenny Han, afirmou em entrevistas que recusou várias ofertas de adaptação do livro porque as produtoras queriam embranquecer sua personagem-título, de ascendência coreana. 

Condor, a atriz escolhida, nasceu no Vietnã. E dessa vez, o novo interesse romântico de sua personagem Lara Jean, originalmente um rapaz loiro que aparecia no final do primeiro filme, foi substituído por um ator negro.

“Nosso filme parece com o mundo real, é diverso”, diz Condor. “E acho que as pessoas gostam de ver esse mundo.”

Seja qual for a explicação, a histeria coletiva é encorajada pela Netflix, agora também fisicamente.

A pré-estreia no Ibirapuera, que teve mesas para os fãs escreverem as próprias cartas de amor, uma réplica do quarto de Lara Jean e estações de automaquiagem, seguiu os moldes da pré-estreia oficial do filme, dias antes, no histórico cinema Paris, em Nova York. Desde novembro, ele é administrado pela plataforma.

Os dois foram, contudo, fichinha perto do festival Tudum, que terminou horas antes da exibição de “Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você”.

O evento gratuito, que durou quatro dias, atraiu mais de 50 mil pessoas ao pavilhão da Bienal, no Ibirapuera.

Lá, fãs ficaram a alguns metros de Condor e Centineo e também de outros astros, como Maísa, Larissa Manoela e a dupla Anavitória. Ainda posaram para fotos nos cenários de “Stranger Things”, “Sex Education” e “A Barraca do Beijo”.

 

Uma reviravolta estratégica para uma plataforma que, até pouco tempo atrás, reinava apenas no sofá das casas.

Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você Com

  • Quando Estreia nesta quarta (12), na Netflix
  • Elenco Lana Condor, Noah Centineo e Jordan Fisher
  • Produção EUA, 2020
  • Direção Michael Fimognari
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.