Descrição de chapéu Televisão

Adaptação da Netflix de livro de autor chinês é posta em xeque por senadores dos EUA

Políticos citam entrevista na qual Liu Cixin defende repressão do governo comunista contra a minoria muçulmana uigur

Nova York | AFP

Cinco senadores republicanos dos Estados Unidos pediram à Netflix que reconsidere a decisão de adaptar para as telas o livro de sucesso "O Problema dos Três Corpos", do autor chinês Liu Cixin. O argumento é que o escritor propaga a "perigosa propaganda" do Partido Comunista.

A senadora Marsha Blackurn afirmou que o pedido se baseia em comentários do autor em uma entrevista à revista The New Yorker, publicada em junho.

capa da edição americana de Death's End
Capa de 'O Fim da Morte', um dos livros da trilogia escrita por Liu Cixin - Reprodução

Ao ser questionado sobre o destino da minoria muçulmana uigur, alvo de detenções em massa em campos de concentração na China, Liu Cixin defendeu as autoridades chinesas.

"Você preferiria que [os uigures] estivessem mutilando corpos em estações de trem e escolas em ataques terroristas?", respondeu Liu.

"De qualquer maneira, o governo está ajudando sua economia e os tentando tirar da pobreza", acrescentou Liu à New Yorker, que descreve o escritor como um "não dissidente" em seu perfil.

Em carta ao chefe de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, os senadores acusaram Liu de "repetir como um mantra a perigosa propaganda" do Partido Comunista. Os políticos afirmam que a empresa americana está "fornecendo uma plataforma para Liu produzir este projeto".

"Pedimos à Netflix que reconsidere seriamente" a decisão, continuou o texto.

Contatada pela AFP, a Netflix não quis comentar o caso.

O projeto de adaptação para uma série de televisão da trilogia de ficção científica "O Problema dos Três Corpos", anunciada neste mês, promete ser muito ambicioso.

A plataforma de vídeos associou ao projeto os criadores da série "Game of Thrones", David Benioff e D. B. Weiss, para a criação do roteiro. O diretor de "Guerra nas Estrelas: O Último Jedi", Rian Johnson, será o produtor-executivo da série, assim como a empresa de entretenimento Plan B, de Brad Pitt.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.