Descrição de chapéu Cinema

Alec Baldwin entrevistará Woody Allen no Instagram e se diz contra hipocrisia

Ator anunciou que vai conversar com o diretor, com quem trabalhou nos filmes 'Blue Jasmine' e 'Simplesmente Alice'

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ator Alec Baldwin anunciou que vai entrevistar o diretor Woody Allen nesta terça-feira em uma transmissão ao vivo no Instagram. A conversa será realizada às 11h30, no horário de Brasília.

O diretor Woody Allen, à esquerda, conversa como ator Alec Baldwin durante as gravações do filme 'Para Roma com Amor', em 2011 - Remo Casilli/Reuters

O ator, que foi processado pelo envolvimento na morte acidental da diretora de fotografia do filme "Rust", fez o anúncio da conversa em sua própria conta da rede social. Na publicação, ele escreveu uma nota que buscava se antecipar a possíveis críticas.

"Deixem que eu comece afirmando que tenho zero interesse nos julgamentos e postagens hipócritas de qualquer pessoa aqui", afirmou o ator. "Eu sou obviamente alguém que tem meu próprio conjunto de crenças e não poderia me importar menos com a especulação de qualquer outra pessoa."

"Se você acredita que um julgamento deve ser realizado por meio de um documentário da HBO, o problema é seu", finalizou Baldwin, em referência à série "Allen v. Farrow", lançada ano passado na plataforma de streaming da emissora de TV, que abordou a acusação de abuso sexual movida contra Allen por sua filha adotiva Dylan Farrow há 30 anos.

Com extensas entrevistas de sua ex-mulher Mia Farrow, assim como de seus filhos Ronan e Dylan, a série documental chamou novamente a atenção para o caso. Allen sempre negou as acusações, e duas investigações já foram encerradas sem levar a punições contra ele.

A relação de Allen com Baldwin é antiga. Os dois já trabalharam juntos em filmes como "Simplesmente Alice", de 1990, "Para Roma com Amor", de 2012, e "Blue Jasmine", do ano seguinte. Na polêmica contra sua família, Allen tem em Baldwin um de seus defensores, assim como Diane Keaton, Scarlett Johansson, Larry David, Javier Bardem e Jude Law

Entre os atores que se arrependeram de trabalhar com ele, entretanto, se incluem Kate Winslet, Rebecca Hall, Colin Firth e Timothée Chalamet.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.