Vitória da França custará R$ 45 milhões para patrocinador chinês

Marca de eletrodomésticos prometeu devolver dinheiro dos clientes se franceses vencessem

Pequim | AFP

Um dos patrocinadores oficiais da seleção francesa, a chinesa Vatti  Corp, havia prometido devolver o dinheiro de seus clientes em caso da vitória francesa na Copa do Mundo de 2018. Nesta segunda-feira (16), a empresa confirmou que cumprirá sua promessa, que terá um custo de € 10 milhões (R$ 45 milhões). 

"Para comemorar o título da seleção da França, a Vatti começa a fazer as devoluções agora", disse a marca de eletrodomésticos na rede social Weibo.

No fim de maio, a companhia chinesa Vatti deu início a uma campanha de promoção em alguns de seus produtos. No anúncio, a marca prometia devolver o dinheiro dos clientes caso a seleção francesa fosse a campeã do Mundial.

A campanha saiu cara para a Vatti. Conforme os franceses avançavam no campeonato, acionistas da empresa vendiam suas ações com medo dos efeitos da promessa. Como resultado, os títulos da companhia chinesa perderam 50% de seu valor de mercado desde o começo das disputas na Rússia.

De acordo com a empresa, os artigos que estavam na promoção somam um total de € 10 milhões (R$ 45 milhões). 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.