Itaú reduz para 2% previsão de crescimento da economia brasileira em 2019

Banco também diminuiu a projeção de alta do PIB do ano passado, para 1,1%

O Itaú reduziu as projeções de crescimento para a economia brasileira, informou o banco em relatório divulgado nesta sexta-feira (8).

Com a revisão, a projeção de crescimento para 2018 mudou para 1,1%, ante o avanço de 1,3% previsto anteriormente. Em relação a 2019, a previsão foi para 2%, ante a 2,5%.

Para o ano que vem, o banco reduziu a expectativa para 2,7% ante 3% projetado antes.

Homem caminha em frente à agência do banco Itaú
Zanone Fraissat/Folhapress

Segundo o banco, a revisão incorpora um crescimento mais fraco no quarto trimestre do ano passado, condições de oferta menos favoráveis no setor energético e no agropecuário, além de um menor crescimento global.

No que tange à Previdência, o banco prevê que, com a reforma, o déficit primário do país de 2019 deva ficar em 1,3% do PIB, e de 0,8%, em 2020.

A projeção da taxa de câmbio deve ficar em R$ 3,80 no fim de 2019, ante R$ 3,90 projetado anteriormente, e de R$ 3,90 para 2020, mantendo a previsão.

A inflação deve ficar em 3,6% tanto neste quanto no próximo ano, segundo o banco, e a taxa Selic permanecerá estável em 6,5% nas próximas reuniões. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.