Facebook diz que queda foi causada por mudança nos servidores

Hannah Murphy
San Francisco

O Facebook informou na quinta-feira (14) que todos os seus serviços haviam voltado a funcionar, depois da queda mais longa na história da rede social, e atribuiu a responsabilidade pela interrupção de serviços a uma "mudança na configuração dos servidores".

Certos recursos da plataforma, e de seu app de fotos Instagram e app de mensagens WhatsApp, ficaram fora de serviço da tarde de quarta até a quinta-feira, para muitos usuários.

"Ontem, como resultado de uma mudança de configuração de servidores, muita gente enfrentou problemas para acessar nossos apps e serviços", o Facebook informou via Twitter na quinta-feira, mais de 24 horas depois que surgiram as primeiras informações sobre a queda. "Resolvemos os problemas, agora, e nossos sistemas estão se recuperando. Lamentamos muito pela inconveniência e apreciamos a paciência de todos". A declaração parece descartar o envolvimento de terceiros ou uma possível ação de hackers.

0
Dado Ruvic/Facebook

Na noite de quarta-feira (13), o Facebook negou rumores de que a questão estivesse relacionada a um ataque distribuído de negação de serviço, uma forma de ataque maciço que sobrecarrega e trava sistemas de computadores por meio de alto volume de tráfego na internet.

A paralisação —que parece ser a mais severa na história do Facebook até o momento— surge uma semana depois que Mark Zuckerberg, o presidente-executivo da companhia, delineou planos para a integração dos serviços de mensagens do Facebook, WhatsApp e Instagram em um só sistema cifrado, até 2020, o que permitiria que os usuários das três plataformas se comunicassem sem obstáculos.

Ela também aconteceu em um momento de crescente preocupação entre os políticos quanto ao poder exagerado das grandes empresas do Vale do Silício. Na semana passada, Elizabeth Warren, aspirante à candidatura presidencial do Partido Democrata em 2020, prometeu que, caso eleita, forçaria o Facebook a promover a cisão do WhatsApp e Instagram, mencionando preocupações antitruste.

Dados do Downdetector, um site no qual as pessoas reportam interrupções de serviço em grandes empresas de tecnologia, indicam que usuários do Facebook nos Estados Unidos, América do Sul, Japão e Europa estiveram entre os afetados pela recente queda. Alguns enfrentaram dificuldades ao tentar fazer login, para escrever posts e enviar mensagens, e para alterar configurações ou adicionar amigos, por exemplo. A queda também afetou o Facebook Workplace, um serviço usado por empresas para comunicações internas entre seus empregados.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.