Ministra da Agricultura planeja missão à China em maio para ampliar exportação de carnes e soja

Produtores vêm se queixando de postura sinofóbica do Itamaraty

Patrícia Campos Mello Marina Dias
Washington

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou neste domingo (17) que planeja uma missão à China na primeira semana de maio. O objetivo é aumentar o número de estabelecimentos brasileiros habilitados (com autorização sanitária) para exportar carne suína, bovina e de frango para China, além de discutir a venda de soja.

Produtores agrícolas vinham se queixando da posição anti-China do Itamaraty, após o chanceler Ernesto Araújo afirmar que o Brasil não vai vender sua alma para exportar minério de ferro e soja e questionar se a relação com o país é benéfica para o Brasil. A China é o principal exportador desses produtos.

Segundo a ministra, o comércio com a China é muito importante para a agricultura brasileira. Na missão, uma das ideias é aumentar o leque de produtos exportados para os chineses.

Tereza acompanha o presidente Jair Bolsonaro em viagem aos Estados unidos. Ela deve ter reunião no banco Interamericano de Desenvolvimento e no Departamento de Agricultura.

Na viagem, há expectativa de que a aproximação política entre os presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro facilite a solução de algumas pendências comerciais entre os dois países.

Em relação à carne bovina in natura, cuja exportação para os EUA está suspensa desde 2017 por motivos sanitários, o governo brasileiro já enviou as respostas a todos os questionamentos dos americanos e espera sair de Washington com a promessa de uma missão técnica ao Brasil em breve.

Já o Brasil deve anunciar uma cota de importação 750 mil toneladas de trigo sem tarifa, uma reivindicação americana (fora da cota, a tarifa aplicada é de 10%). A cota corresponde a 13% do total de trigo importado pelo Brasil.

A outra demanda dos americanos é abertura do mercado brasileiro para a carne de porco , mas a negociação não está avançada.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em Brasília
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em Brasília - REUTERS


 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.