Bolsonaro autoriza 100% de capital estrangeiro no Banco Inter

Para ter controle externo, banco precisa de autorização do presidente via decreto

São Paulo

Um decreto do presidente Jair Bolsonaro (PSL), publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (17), autorizou o Banco Inter a ter 100% de capital estrangeiro.

O banco é controlado pela família Menin, que também comanda a construtora MRV.

Para ter controle estrangeiro, um banco precisa de autorização do presidente da República via decreto. A autorização havia sido solicitada no fim de 2018. Procurado, o banco não quis comentar.

O Banco Inter vive processo acelerado de expansão, após transformar a sua operação, antes voltada a financiamento imobiliário para a construtora, em um banco digital.

Neste mês, informou ter alcançado 2 milhões de clientes —dobrou o número em seis meses. O banco mineiro oferece conta digital e cartão de crédito sem tarifas.

Em maio de 2018, abriu capital na Bolsa, em operação que levantou cerca de R$ 700 milhões, sendo que cerca de R$ 500 milhões ficaram com o banco para investimentos. As ações triplicaram de valor. 
Nesta quarta, os papéis preferenciais subiram 3,8%, para R$ 56,30.

0
Banco Inter na B3, em abril de 2018 quando suas ações estrearam na Bolsa de Valores - Cauê Diniz/Divulgação B3

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.