BC anuncia intervenção no mercado após dólar bater R$ 4,10

Banco Central venderá US$ 3,75 bilhões com compromisso de recompra

São Paulo

O Banco Central anunciou nesta sexta-feira (17) intervenção no mercado de câmbio após o dólar avançar 4% na semana e fechar acima de R$ 4,10 pela primeira vez desde setembro do ano passado.

O BC programou três leilões de linha (venda de moeda com compromisso de recompra) no valor de US$ 3,75 bilhões para segunda, terça e quarta-feira.

A medida injeta dinheiro no mercado à vista, para atender a uma eventual demanda que tenha feito o valor da moeda subir rapidamente. Como há o compromisso de recompra, o instrumento não reduz as reservas de dólares que o Brasil tem.

A moeda americana retornou ao patamar de R$ 4 nesta semana pela primeira vez desde setembro do ano passado, quando a tônica era a preocupação com o desenrolar da corrida eleitoral. A euforia com o governo Jair Bolsonaro (PSL) e a possibilidade de adoção de uma política econômica liberal animava investidores.

Após cinco meses de governo, porém, investidores começam a demonstrar impaciência com o governo, porque consideram que ele está pouco comprometido com a agenda econômica capaz de tirar o país da crise fiscal.

A proposta de reforma da Previdência, considerada crucial para o reequilíbrio das contas públicas, está na comissão especial da Câmara. Nesta sexta, porém, o presidente do grupo, Marcelo Ramos (PR-AM), afirmou que a Câmara estuda um projeto próprio de reforma, que substituiria o apresentado pelo governo. A intenção dos deputados é evitar que erros políticos do Planalto contaminem a pauta econômica do país.

"Queremos proteger a pauta econômica da carga tóxica do governo", afirmou o parlamentar à Folha.

Enquanto isso, Paulo Guedes (ministro da Economia), minimizou a alta do dólar e a queda da Bolsa, classificando as oscilações bruscas como barulho.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.