De olho no mercado chinês, Rússia começa a vender 'limusine de Putin'

Modelo de luxo é o primeiro da era pós-soviética; Putin usou o mesmo modelo em sua posse, no ano passado

Reuters

A Rússia abriu um "showroom" na sexta-feira (23) para vender a primeira limusine de luxo na era pós-soviética do país, sob a marca Aurus, o tipo de carro usado pelo presidente Vladimir Putin em sua cerimônia de posse no ano passado.

A Rússia vem tentando reduzir sua dependência de bens e tecnologia importados, em uma campanha que ganhou impulso depois que Moscou se tornou alvo de sanções ocidentais em 2014.

Showroom de lançamento da Aurus, primeira limusine de luxo na era pós-soviética da Rússia - Evgenia Novozhenina/Reuters

A limusine construída na Rússia deve servir como sucessora dos sedãs ZIL usados por décadas no transporte dos líderes soviéticos.

Com preço de US$ 274 mil (R$ 1,1 milhão), a Aurus, em sua configuração básica, tem por público alvo clientes da África do Norte e Oriente Médio, bem como compradores europeus e chineses.

"Antecipamos que um 'showroom' semelhante seja aberto na China em 2020-2021", disse Denis Manturov, ministro da Indústria e Comércio da Rússia, na cerimônia de inauguração do "showroom" de Moscou.

O Estado russo investiu mais de 12,4 bilhões de rublos (US$ 189 milhões) no projeto da limusine Aurus, de 2013 para cá.

Os veículos são produzidos por um instituto de pesquisa russo conhecido pela sigla NAMI, em parceria com a montadora de automóveis russa Sollers.

A cerimônia da sexta-feira destacou o sedã Aurus Senat.

"A minivan e o utilitário esportivo Komendant estão sendo testados. Espero ver este último no Salão do Automóvel (internacional de Moscou) em 2020", disse Manturov.

Uma versão híbrida ou integralmente elétrica do Aurus deve estar pronta em 2024-2025. Também haverá um sedã estendido e uma limusine encurtada.

Adil Shirinov, presidente-executivo da Aurus, disse que os potenciais compradores eram não só autoridades governamentais mas empresários. "Acreditamos que a audiência vá ser ampla".

A Aurus está aceitando encomendas, mas não há vendas no varejo planejadas para este ano, ele acrescentou.

Reuters, tradução de Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.