Band fecha acordo com TV estatal chinesa

Contrato prevê produções conjuntas e compartilhamento; BandNews e Arte 1 exibirão 'Frases Clássicas Citadas pelo Presidente Xi Jinping'

São Paulo

A Rede Bandeirantes assina na próxima segunda (11) um acordo de cooperação com o Grupo de Mídia da China, estatal criada no ano passado para reunir alguns dos principais ativos de televisão do país, como a rede aberta CCTV e o canal internacional de notícias CGTN.

Segundo Caio Carvalho, diretor-geral da Band São Paulo, que cuidou da negociação, o acordo prevê produções conjuntas e compartilhamento de conteúdo, sem envolver dinheiro ou participação acionária.

Episódio do programa Masterchef, da Band - Carlos Reinis/Band

O novo telejornal da rede, Band Notícias, estreou em setembro já com o grupo chinês como parceiro de conteúdo e com um jornalista, Gabriel Yin, fazendo entradas semanais de Pequim. Em outubro, o canal BandNews veiculou uma série de reportagens sobre os 70 anos da Revolução Chinesa, também em parceria.

O acordo será assinado pelos presidentes da Band, João Carlos Saad, e do grupo chinês, Shen Haixiong, que vem ao país acompanhar a participação do presidente Xi Jinping na cúpula dos Brics, em Brasília. Também estarão o presidente do CGTN, Teng Yunping, e o diretor da CCTV na América Latina, Li Weilin.

No evento, devem ser apresentados os projetos "Frases Clássicas Citadas pelo Presidente Xi Jinping", produção da estatal chinesa que será exibida nos canais BandNews e Arte 1, do grupo brasileiro, e "Mundo China".

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.