Quarentena faz Netflix ganhar quase 16 milhões de assinantes

Número é o dobro do que os analistas previam para o primeiro trimestre

Nova York | Reuters

A quarentena forçada para conter a pandemia do novo coronavírus fez a Netflix ganhar no primeiro trimestre praticamente o dobro de assinantes que o previsto por analistas.

A empresa de streaming de vídeo adicionou 15,77 milhões de assinantes pagos globalmente no período —bem acima das estimativas dos analistas de quase 8 milhões, segundo a empresa de pesquisas FactSet.

As ações da gigante de streaming, que subiram cerca de 35% este ano, avançaram 4% no after-market.

A Netflix informou que adicionou mais assinantes pagos do que o esperado no primeiro trimestre, com bloqueios globais para conter a disseminação do novo coronavírus forçando as pessoas a ficar em casa e assistir a programas online.

Logo da Netflix
Netflix ganha o dobro de assinantes previsto por analistas no primeiro trimestre - Gonzalo Fuentes - 23.dez.2019/Reuters

A maioria dos novos assinantes veio de fora da América do Norte —2,9 milhões dos quais da América Latina. A empresa também disse que, apesar do excepcional aumento no número de novos clientes, teve a receita afetada pela valorização do dólar. No Brasil, por exemplo, a perda foi de 25% —os R$ 33 da assinatura básica, que equivaliam a US$ 8,50 há um ano, passaram a valer US$ 6,50.

A demanda por serviços de streaming aumentou nos últimos meses, com o vírus em rápida expansão, que infectou mais de 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo, restringindo o movimento.

Alguns analistas acreditavam que assinaturas de serviços de streaming estariam entre os primeiros itens a serem cortados por pessoas em meio a uma onda de demissões e temores de uma recessão econômica por causa da pandemia. Mas a Netflix disse que espera adicionar 7,5 milhões de assinantes pagos globalmente no segundo trimestre, em comparação com as estimativas de analistas de 3,81 milhões, de acordo com FactSet.

No primeiro trimestre, a empresa adicionou 3,6 milhões de assinantes na Ásia-Pacífico, sua região de crescimento mais rápido. Na América Latina foram 2 milhões de novos assinantes.

A receita total da Netflix aumentou para US$ 5,77 bilhões (R$ 30,5 bilhões), ante US$ 4,52 bilhões (R$ 23,9 bilhõe) no trimestre anterior. Os analistas esperavam, em média, US$ 5,76 bilhões (R$ 30,4 bilhões), segundo dados do IBES do Refinitiv.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.