Descrição de chapéu Governo Bolsonaro Coronavírus

Gostaria que todos voltassem a trabalhar, diz Bolsonaro sobre 1º de Maio

Em live transmitida de dentro do Palácio da Alvorada pela deputada Bia Kicis, presidente provoca governadores e prefeitos

Brasília

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta sexta-feira (1º) que gostaria que "todos voltassem a trabalhar". A declaração ocorreu em uma live transmitida de dentro do Palácio da Alvorada pela deputada Bia Kicis (PSL-DF), em que a parlamentar pede uma mensagem do mandatário sobre o Dia do Trabalho.

"Eu gostaria que todos voltassem a trabalhar, mas quem decide isso não sou eu, são os governadores e prefeitos", disse Bolsonaro. "Bom dia a todos, o Brasil é um país maravilhoso. Tenho certeza que tendo Deus acima de tudo brevemente voltaremos à normalidade".

Desde o início da pandemia do coronavírus, o presidente tem protagonizado um conflito permanente com governadores e prefeitos que adotaram medidas de distanciamento social para conter a disseminação da doença, entre elas o fechamento de comércios e a suspensão de aulas.

Bolsonaro durante live
Em live transmitida de dentro do Palácio da Alvorada pela deputada Bia Kicis, presidente provoca governadores e prefeitos - Reprodução/Facebook Bia Kicis

Nesta quinta (30), Bolsonaro disse que os que promoveram essas ações não conseguiram achatar a curva de transmissão do vírus.

"O Supremo [Tribunal Federal] decidiu que as medidas para evitar —ou para fazer a curva ser achatada— caberiam a governadores e prefeitos. Não achataram a curva. Governadores e prefeitos que tomaram medidas bastante rígidas não achataram a curva", disse o presidente, na quinta.

O Brasil tem 85.380 casos de Codid-19 e 5.901 óbitos. Segundo o boletim da tarde de quinta, nas últimas 24 horas foram 435 novas mortes e 7.218 novos casos confirmados da doença.

Deputada aliada de Bolsonaro, Bia Kicis levou para o Palácio da Alvorada um grupo de agricultores, que segundo ela queriam agradecer o presidente pela edição de uma Medida Provisória que destinou recursos para o setor. Uma vez na Alvorada, o grupo liderado pela parlamentar foi autorizado a entrar e se reuniu com Bolsonaro.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.