Descrição de chapéu Itaú

Após cisão da XP, Itaú anuncia expansão da área de investimentos

Serviço até então limitado para alta renda será oferecido para todos os clientes

São Paulo

Um dia depois de aprovar a cisão da sua participação na XP Investimentos, o Itaú anunciou nesta sexta (27) que vai impulsionar sua área de investimentos. Pelo novo modelo, todos os clientes serão atendidos por um especialista do banco.

Até então, apenas os clientes de alta renda tinham acesso ao serviço. Com a mudança, o Itaú mira a fatia de 30% a 40% de clientes que ainda não investe com o banco.

A expectativa da instituição financeira é dar maior tração ao novo sistema em 2021.

“É algo que já estávamos pilotando ao longo desse ano e que deve ganhar uma força mais significativa a partir do ano que vem, com a criação de novos escritórios, atração de novos talentos e trazendo mais clientes para a carteira de investimentos”, disse Luiz Severiano Ribeiro, diretor de private banking do Itaú.

Ribeiro afirmou ainda que o banco deve adaptar os mais de 120 escritórios espalhados no país para o novo modelo, além de triplicar o time de investimentos.

Itaú fará assessoria de investimentos para todos os clientes
Itaú fará assessoria de investimentos para todos os clientes - Pilar Olivares - 6.set.2017/Reuters

Itaú e XP já vinham trocando farpas ao longo deste ano. Em junho, o banco lançou uma campanha publicitária que criticava o modelo de remuneração por comissionamento –que foi adotado pela XP.

A XP comprou a briga e, nos meses que se seguiram, seus sócios foram a público defender o modelo de comissionamento de agentes autônomos. Nessas manifestações, chegaram a falar, mais de uma vez, que não faria sentido o Itaú ter participação na companhia se não acreditava em seu modelo de negócio.

No modelo de assessoria de investimentos anunciado pelo banco nesta sexta-feira (27), a remuneração dos especialistas terá uma parte fixa e uma parte variável, que será baseada na rentabilidade do cliente, na captação trazida e no índice de satisfação dos atendidos.

Segundo o diretor de investimentos do Itaú, Cláudio César Sanches, esse é o método de remuneração que apresenta melhores resultados.

“Somos muito responsáveis na questão de suitability [perfil do investidor], só indicamos o que de fato aguentam [de risco], não há imposição de produtos. Essa remuneração tem um alinhamento muito grande com o que o cliente quer e com o que a gente recomenda”, afirmou.

O novo modelo de assessoria para pessoas físicas vai ser implantado em paralelo à plataforma de investimentos íon. Anunciada pelo banco no final de outubro, ela deverá ser expandida para os não clientes no primeiro semestre de 2021.

"O íon é um aplicativo especialista", disse Sanches. "Então, o cliente que buscar informações e notícias de investimentos, bem como mais detalhes de rentabilidade, vai para esse aplicativo, mas tudo o que for mais relevante, voltado para a aplicação, resgate, recomendação, suitability e toda a parte full bank [banco completo], continua no nosso aplicativo normal do banco",

Atualmente, o Itaú tem cerca de 6.200 gerentes de relacionamento e 4,7 milhões de clientes nos segmentos de alta e média renda. Ao todo, o banco administra mais de R$ 1,2 trilhão de ativos de clientes pessoas físicas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.