Descrição de chapéu férias

Após paralisação por pandemia, CVC volta a ter voos fretados para Porto Seguro

Empresa, que praticamente nao vendeu pacotes de abril a junho, diz que contratações vêm crescendo desde julho

São Paulo

Em meio às notícias do retorno gradual do mercado de viagens aéreas, a CVC, maior operadora de turismo do país, retomou neste sábado (31) voos fretados a Porto Seguro (BA).

A empresa amargou um prejuízo de R$ 252 milhões nos meses de abril a junho, quando viu suas vendas no período ficarem próximas a zero. No primeiro trimestre do ano, o prejuízo havia chegado a R$ 1,15 bilhão.

Na diulgação dos dados do segundo trimestre, no entanto, a marca disse perceber, desde julho, um crescimento nas vendas, numa retomada do setor de turismo, principalmente em viagens dentro do país.

Segundo dados da companhia (que deve divulgar os resultatos financeiros do terceiro trimestre no dia 16 de novembro), ao final de setembro de 2020, as vendas totais do grupo CVC Corp chegaram a 37% do que havia sido vendido no mesmo período do ano anterior –em junho, esse perecetual era de 8%. No recorte de lazer doméstico, o número vai a 65%.

Avião pousando em Porto Seguro e sendo recebido com jatos de água
Em operação com a ABIH (Associação Brasileira da Indústria Hoteleira) do Sul da Bahia, a CVC voltou a fazer voos para Porto Seguro - Divulgação

As operações fretadas da CVC a Porto Seguro somam-se a outros voos que também já foram retomados com destino à cidade baiana.

A chegada de aeronave na Bahia contou com o tradicional batismo de jatos de água, depois que o voo decolou de São Paulo na reestreia da operação que vai ocorrer durante toda a temporada de verão.

Executivos estavam a bordo e deram boas-vindas aos primeiros turistas que embarcaram para Porto Seguro, destino mais procurado na Bahia, que agora passa a receber voos diretos de São Paulo e Belo Horizonte, semanalmente, aos sábados, operados pela Gol, em exclusividade para passageiros da CVC.

No começo de outubro, a companhia aérea Azul informou que seu tráfego de passageiros consolidado em setembro subiu 23,5% ante agosto, estendendo a recuperação dos últimos meses. No entanto, o número ainda foi 59,4% menor do que em setembro de 2019.

Também em outubro, a Gol voltou a ampliar oferta de assentos, após forte expansão de venda de bilhetes em setembro. Segundo a companhia, sua receita bruta consolidada cresceu 65% em setembro sobre agosto, para R$ 474 milhões.

Com Aeroin e Reuters

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.