Caoa anuncia investimento de R$ 1,5 bilhão para renovar produção em Goiás

Fábrica instalada em Anápolis é beneficiada por incentivos tributários

São Paulo

O grupo Caoa iniciará um novo ciclo de investimentos em sua fábrica de Anápolis (GO). A montadora pretende aplicar R$ 1,5 bilhão entre 2021 e 2025 para renovar sua linha de produtos e introduzir uma nova marca no mercado nacional.

De acordo com a fabricante, a iniciativa deve gerar 2.000 empregos diretos e outros 25 mil indiretos. A fábrica do grupo Caoa em Anápolis produz atualmente três utilitários esportivos da marca Chery: Tiggo 5x, Tiggo 7 e Tiggo 8. Também são montados modelos da sul-coreana Hyundai: os SUVs Ix35 e New Tucson e os caminhões compactos HR e HD80.

O anúncio foi feito nesta segunda (23), na fábrica de Anápolis. O evento teve a participação do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM). A produção na região é beneficiada por incentivos fiscais que entraram em vigor no fim dos anos 1990.

Em outubro, o Senado aprovou a Medida Provisória 987, que prorrogou até 2025 a redução de tributos concedidos a fabricantes instalados no Centro-Oeste. A medida já foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Concessionária Hyundai Caoa, localizada na avenida Professor Luiz Ignácio Anhaia Mello, na zona leste de São Paulo. - 04.06.2020 - Adriano Vizoni/Folhapress

Montadoras instaladas nas regiões Sul e Sudeste chegaram a protestar contra o tratamento diferenciado dados aos estados do Centro Oeste e do Nordeste, que também têm acesso a benefícios tributários.

Em artigo divulgado às vésperas de a MP 987 ser sancionada por Bolsonaro, a Toyota se posicionou contra a manutenção dos incentivos. A empresa critica a falta de previsibilidade e de estabilidade das regras.

“A extensão desse benefício federal é questionável, considerando que o prazo de vigência do regime já teria sido suficiente para a recuperação de investimentos realizados”, diz o texto assinado por Roberto Braun, diretor de assuntos governamentais da montadora japonesa.

Mauro Correia, presidente-executivo do grupo Caoa, afirma que esses benefícios tributários são importantes para a continuidade da produção em Anápolis. “Sem incentivos fiscais seria muito difícil manter a competitividade.”

O plano de renovação da montadora prevê o lançamento de 10 novos veículos até 2025, entre novas gerações dos modelos atuais e carros inéditos. O grupo Caoa prepara ainda a chegada de uma nova marca no mercado nacional. O nome não foi divulgado, mas uma das possibilidades é a Exeed, divisão mais luxuosa da chinesa Chery.​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.