Após chegada de Anitta, Nubank lança cartão para alta renda

Banco diz que possui produtos para diversos segmentos e faltava oferta 'premium'

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

​O Nubank anunciou, nesta terça-feira (6), o lançamento de um cartão voltado para a alta renda. Foi o primeiro anúncio feito pelo banco digital após a chegada da Anitta ao conselho de administração da instituição.

Chamado de Ultravioleta, o cartão tem mensalidade de R$ 49 —uma novidade para o Nubank, que se diferenciou dos grandes bancos e cresceu oferecendo um cartão sem anuidade e taxas. Ficam isentos da mensalidade os clientes que tiverem gastos mensais de no mínimo R$ 5.000 nos últimos três meses ou que tenham pelo menos R$ 150 mil guardados ou investidos entre o Nubank e a Easynvest.

O produto é um ponto fora da curva na trajetória do Nubank, cuja propaganda se assenta sobretudo na facilidade de acesso e inclusão financeira —ambos pontos reforçados com a chegada de Anitta.

Ao anunciar sua ida ao conselho do banco, a cantora ressaltou a dificuldade de acesso a crédito entre trabalhadores informais e disse que ficou impressionada "ao ver o trabalho do Nubank em fazer com que milhões de pessoas se sintam incluídas, podendo ter uma vida financeira melhor".

Anitta e os co-fundadores do Nubank, Cristina Junqueira e David Vélez
Anitta e os co-fundadores do Nubank, Cristina Junqueira e David Vélez - Divulgação

Questionada por jornalistas sobre essa discrepância, Cristina Junqueira, sócia-fundadora do Nubank, afirmou que o banco já possui produtos para diversos segmentos, e o que faltava era uma oferta "premium".

A executiva disse ainda que a chegada de Anitta não traria foco apenas para a baixa renda, como parte do público associou.

“Ela [a Anitta] fala com todos os segmentos do Brasil, tem fãs em todos os segmentos e para nós ela representa essa nova geração, que chegou lá [teve sucesso]”, afirmou Junqueira.

As redes sociais já reagiram à novidade. Com a hashtag “#Nubank” entre os trending topics do Twitter.0 Enquanto alguns internautas publicavam pedidos para o novo cartão, outros começavam a criticar o lançamento.

As principais reclamações miraram a dificuldade de acesso aos benefícios oferecidos pelo Ultravioleta para aqueles que já eram clientes do cartão roxo tradicional.

“O Nubank ‘é pra qualquer um’ ‘vamos reinventar’ ‘dinheiro não é tudo’ ‘vamos lançar um produto novo democrático’, mas vc (sic) precisa ser rico”, publicou um internauta na rede social.

O novo cartão terá bandeira Mastercard Black e, além dos benefícios oferecidos pela bandeira –como uma sala VIP no aeroporto, acesso a wi-fi e seguro viagem–, também contará com cashback automático de 1% sem prazo de validade. Os recursos poderão ser deixados na conta, transferidos para fundos específicos na Easynvest (corretora comprada pelo Nubank) ou trocados por milhas.

Segundo Junqueira, os juros do novo cartão serão semelhantes aos do mais popular, que começam em 2,7%. Os limites —cuja ampliação é uma demanda recorrente de clientes do banco— serão maiores e a expectativa é que novos produtos voltados para as classes mais altas sejam lançados.

“Certamente serão limites bem maiores porque estamos desenhando um produto para outro público, com uma média de gastos bem mais alta. Claro que ainda proporcional à análise de crédito das pessoas, mas a ideia é que seja drasticamente diferente do que praticamos hoje com o cartão roxo”, afirmou.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.