Descrição de chapéu Aeroin

Gol anuncia que terá malha aérea com 250 aviões elétricos

Companhia espera iniciar operações com aviões eVTOL VA-X4 em meados de 2025

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Murilo Basseto
Aeroin

A Gol, em conjunto com o Grupo Comporte, uma entidade de seu acionista controlador, anunciou nesta terça-feira (21) uma parceria com a Avolon para aquisição e arrendamento de 250 aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical (eVTOL ).

A companhia espera iniciar operações com uma malha aérea brasileira usando aviões eVTOL em meados de 2025.

O Grupo Comporte está provendo os recursos requeridos para investimento nesse projeto, que utilizará o conhecimento em aviação da Gol para desenvolver a malha aérea utilizando as aeronaves VA-X4 eVTOL. O táxi aéreo foi criado pela empresa britânica Vertical Aerospace.

Ilustração de aeronave VA-X4 eVTOL da Gol, que deve entrar em circulação em meados de 2025
Ilustração de aeronave VA-X4 eVTOL da Gol, que deve entrar em circulação em meados de 2025
Divulgação/Avolon
-

O acordo com a Avolon e o Grupo Comporte faz parte, também, da estratégia comercial da Gol de expandir no mercado de transporte aéreo regional, abrindo novas rotas para mercados domésticos.

Essa decisão acontece depois de aquisição da MAP Transportes Aéreos pela Gol. A empresa é a quinta maior empesa aérea doméstica do Brasil, com uma frota que opera em rotas na região amazônica, a partir do Aeroporto de Manaus, e nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, a partir de Congonhas.

O VA-X4 pode transportar até quatro passageiros e um piloto, com alcance de 160 km (100 milhas) e velocidade máxima de 320 km/h (200 mph). A aeronave eVTOL também produz 100 vezes menos ruído do que um helicóptero em voo de cruzeiro, e 30 vezes menos nos momentos de decolagem e pouso.

O primeiro passo da parceria é a realização de um estudo de viabilidade, incluindo a certificação da aeronave e análise da infraestrutura necessária para operar essa aeronave com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) e outras autoridades aeronáuticas.

A Avolon espera concluir o processo de certificação do VA-X4 no Brasil até 2024, com a Companhia iniciando voos comerciais com o eVTOL como parte de sua malha aérea em meados de 2025.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.