Empreendedor deve sair da mesmice e diversificar modelo de promoções

Além de desconto, empresas podem investir em brindes, combos de produtos e serviços gratuitos a clientes fiéis

São Paulo

Nem sempre o desconto é a melhor opção para atrair mais clientes e promover produtos e serviços.
“Pequenos empreendedores não têm poder de barganha com fornecedores para oferecer grandes descontos, mas há diversas outras estratégias interessantes”, diz Otávio Procópio Ferraz, sócio da Macfor, consultoria de marketing e transformação digital.

O mais importante é variar os modelos das promoções, que, além dos descontos, podem oferecer brindes, serviços e sorteios. Saiba como criar a melhor estratégia promocional para o seu negócio.

Dê brindes com conteúdo
Presentes sem utilidade não despertam o interesse dos consumidores, afirma a consultora em marketing digital Carol Caracas.

Um empreendedor que vende alimentos ou produtos de belezas naturais, por exemplo, pode oferecer a seus clientes um ebook que explique os benefícios de cada ingrediente.

“Produzir esse tipo de material não é caro. Existem diversos sites para contratação de profissionais freelancers, e a estratégia sempre bomba nas redes sociais”, diz.

Aposte no boca a boca digital
Oferecer vantagens para o cliente que indicar o produto ou serviço a um amigo é uma estratégia antiga do comércio físico que continua em alta.

No mês da Black Friday, a fotógrafa Ingrid Pietra, 24, de Florianópolis, especializada em retratar mulheres, ofereceu 16 ensaios no formato dois em um: a cliente leva uma amiga e ambas são fotografadas, separadamente, pelo preço de uma única sessão (R$ 1.550). Em algumas horas, todos foram vendidos.

“Esse tipo de promoção vira uma teia, porque cada uma dessas mulheres vai postar as fotos e me marcar. Mais de 80% da minha divulgação depende do Instagram”, diz.

Privilegie a clientela fiel
Criar promoções exclusivas para quem já é freguês faz com que o cliente se sinta prestigiado. A psicoterapeuta Elaine Menezes, 53, especializada em autoconhecimento, apostou na tática para a Black Friday.

Ela criou um curso online gratuito e ofereceu a aula apenas aos membros de um grupo que ela mantém no aplicativo de mensagens Telegram.

“Nas duas horas do encontro gratuito, as pessoas vão se dar conta de que precisam se aprofundar e buscar outros conteúdos, que são pagos.”


Crie expectativa
Divulgar as promoções com antecedência ajuda a gerar expectativa nos consumidores. Anúncios do tipo “não compre hoje” fisgam a atenção dos clientes e podem ser facilmente adotados nas redes sociais. Mas é preciso ser cuidadoso nesse momento anterior à ação.

“O golpe de aumentar o preço para dar desconto depois já não funciona, porque as pessoas pesquisam muito antes de comprar. Quem divulga uma promoção antecipadamente deve ser transparente.”

Acostume o consumidor
Criar uma rotina de promoções ajuda a fidelizar a clientela, segundo Ferraz. Quem tem uma loja virtual pode lançar uma nova ação por dia ou por semana, por exemplo.
“Cada vez que o cliente volta ao site, tem chance de ver e se interessar por outros produtos”, diz o consultor.

O mesmo vale para o comércio físico. A rede de cafeterias Havanna, com mais de cem lojas no país, lançou uma série de promoções em novembro.

Às sextas, são os combos: o cliente compra um determinado produto e leva outro com o preço reduzido. Na última semana do mês, quem chegar dentro da primeira hora de funcionamento das lojas ganha café expresso grátis.

Segundo Diego Schiano, diretor da rede, as ações ajudam a conquistar novos fregueses e atrair os antigos que se afastaram na pandemia.

“O cliente já espera encontrar promoções e chega mais aberto a provar produtos novos. No Dia dos Pais, por exemplo, oferecemos cervejas de brinde para quem levava nossos kits de presente. A reação foi tão boa que passamos a servir a cerveja para consumo dentro da loja”, conta Paulo Zona, franqueado da Havanna em São Paulo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.