Netanyahu diz discutir com os EUA anexação de assentamentos

EUA negam conversa; para palestinos,  ação na Cisjordânia 'destruirá processo de paz'

O primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu em Jerusalém - AP

O primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, disse nesta segunda-feira (12) que tem discutido com os Estados Unidos a possibilidade de Israel anexar assentamentos judeus na Cisjordânia ocupada.

Netanyahu não informou quão adiante as discussões seguiram sobre o anexo de algumas das terras que os palestinos querem para um futuro Estado ---um movimento que certamente encontraria forte oposição internacional.

"Sobre o assunto da aplicação da soberania israelense [nas colônias], posso dizer que eu tenho conversado com os americanos sobre isso há algum tempo", disse Netanyahu a deputados de seu partido Likud.

Aplicar a soberania nas colônias pode ser considerado uma anexação ---atualmente elas estão sob a jurisdição do Exército israelense, que ocupou a Cisjordânia em uma guerra de 1967. A declaração atribuída publicamente a Netanyahu é sua primeira expressão de apoio a um projeto defendido por integrantes de seu partido e pela maioria do Parlamento. 

A medida complicaria ainda mais uma saída para o conflito israelense-palestino e a solução com dois Estados, ou seja, a criação de um Estado palestino como a referência da ONU e de grande parte da comunidade internacional. 

A Casa Branca negou que tenha discutido o assunto com Israel.

"Relatos de que os EUA discutiram com Israel um plano de anexação para a Cisjordânia são falsos", afirmou o porta-voz Josh Raffel. "Os EUA e Israel nunca discutiram tal proposta, e o foco do presidente continua sendo na iniciativa de paz entre israelenses e palestinos."

Nabil Abu Rdainah, porta-voz do presidente palestino, Mahmoud  Abbas, disse que qualquer anexação "destruirá todos os esforços para tentar salvar o processo de paz".

"Ninguém tem o direito de discutir a situação das terras palestinas ocupadas", disse Abu Rdainah.

A maioria dos países considera ilegais os assentamentos judaicos na Cisjordânia. Israel contesta isso.

No domingo, Netanyahu bloqueou um projeto de lei proposto por deputados da direita para aplicar a soberania israelense nas colônias. As falas desta segunda podem ser uma tentativa de amenizar qualquer precipitação política dentro do partido. 

Reuters e AFP
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.