ONU pede diálogo para evitar 'desastre' na Venezuela

Sofrimento do povo do país preocupa, diz o secretário-geral Antonio Guterres

Antonio Guterres fala durante o Fórum Econômico Mundial em Davos
Antonio Guterres fala durante o Fórum Econômico Mundial em Davos - Fabrice Coffrini/AFP
Davos | Reuters e AFP

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pediu nesta quinta-feira (24) um "diálogo" na Venezuela para evitar um "desastre" no país depois que o líder da oposição se declarou presidente interino.

"O que esperamos é que o diálogo seja possível e evitar uma escalada que nos levaria a um tipo de conflito que poderia ser um desastre para o povo da Venezuela e para a região", afirmou no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. 

"Os governos soberanos têm a possibilidade de decidir o que querem", disse Guterres sobre os reconhecimentos internacionais dados a Guaidó.

"O que nos preocupa na situação da Venezuela é o sofrimento do povo da Venezuela", completou. 

A alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michele Bachelet, pediu uma "solução política pacífica" para a Venezuela.

"Esperamos que haja uma solução política pacífica, na qual haja um diálogo político que nos permita chegar a uma resposta que seja pacífica", disse Bachelet, em Davos. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.