Imperador Naruhito ascende formalmente ao trono no Japão

Cerimônia é fechada a mulheres da família imperial, entre elas a mulher do imperador, Masako

Tóquio | AFP

O novo imperador do Japão, Naruhito, ascendeu formalmente nesta quarta-feira (1º) ao trono do Crisântemo, em uma cerimônia solene realizada um dia após a abdicação de seu pai, a primeira em dois séculos.

Naruhito era oficialmente imperador desde o primeiro minuto do dia, mas nesta quarta-feira herdou os objetos sagrados que lhe conferem legitimidade como monarca japonês.

A cerimônia foi fechada às mulheres da família imperial, incluindo a esposa de Naruhito, a imperatriz Masako.

Satsuki Katayama, a única ministra do gabinete de Shizo Abe, fez história ao ser a primeira mulher a participar do evento. 

O novo imperador do Japão, Naruhito (à dir.), recebe insígnias reais no Palácio Imperial de Tóquio - AFP

A ascensão ocorreu no primeiro dia da nova era imperial, a Reiwa ("Bela Harmonia"), que se estenderá por todo o reinado de Naruhito.

No Salão do Pinheiro, no Palácio Imperial japonês, Naruhito, 59, foi apresentado aos objetos sagrados deixados por Akihito, incluindo a espada e o selo real.

Naruhito deve realizar uma aparição pública com Masako ainda nesta quarta-feira e publicar uma mensagem ao país, agora como o 126º imperador.

No dia 22 de outubro, Naruhito e Masako aparecerão vestidos com os elaborados trajes imperiais, em uma cerimônia no palácio, antes de um desfile pela capital.

O novo imperador receberá a saudação dos primeiros chefes de Estado no final do mês de maio, incluindo a do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Educado em Oxford, Naruhito tem pela frente a difícil tarefa de prosseguir com o legado de seu pai e ao mesmo tempo aproximar a coroa japonesa da população, sem renunciar às centenárias tradições ligadas ao trono do Crisântemo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.