Milhares protestam na Cidade do México contra presidente López Obrador

Economia encolheu no primeiro trimestre e homicídios bateram recorde

Cidade do México | AFP

​Com cartazes que diziam "mentiroso, corrupto", milhares de pessoas foram às ruas da cidade do México neste domingo (30) para protestar contra o presidente de esquerda Andrés Manuel López Obrador, que na segunda-feira (1º) completa um ano de eleito com a promessa de acabar com a corrupção e a violência.

"Não queremos um comunismo aqui no México", disse à AFP María Publer, opositora de López Obrador, conhecido como AMLO, que venceu com folga as eleições presidenciais de 1º de julho passado.

"Fora AMLO!", repetiam vários cartazes com a foto do presidente, enquanto milhares de manifestantes marcharam na avenida da Reforma, no centro da cidade, com bandeiras do México.

López Obrador assumiu o cargo em 1º de dezembro com a promessa de pôr fim a privilégios da "máfia do poder", impulsionar o crescimento econômico até os 4% ao ano e acabar com a corrupção e a violência.

No entanto, ele enfrenta vários indicadores negativos. No primeiro trimestre do ano, a economia mexicana —a segunda da América Latina— encolheu 0,2%, enquanto a violência bateu novo recorde de 8.943 homicídios durante o mesmo período.

Também tem sido muito criticado pela criação de uma Guarda Nacional com comando militar para vigiar as ruas e a recente utilização destas tropas —por pressão de Washington— para conter os migrantes que tentam chegar aos Estados Unidos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.