Descrição de chapéu Governo Trump

Trump desafia Suprema Corte e manda manter pergunta sobre cidadania no Censo 2020

Medida pode inibir participação de imigrantes e, assim, reduzir peso de estados democratas

Washington | Reuters e AFP

O Departamento de Justiça dos EUA reverteu nesta quarta-feira (3) decisão da véspera de não incluir uma questão sobre cidadania no Censo de 2020 e disse que está buscando uma maneira de colocá-la de volta, sob ordens do presidente Donald Trump.

Na terça, o secretário do Comércio, Wilbur Ross, chegou a afirmar que os formulários já estavam sendo impressos sem a pergunta.

Mas em um post em uma rede social nesta quarta, Trump qualificou de falso o anúncio de seu secretário. "Estamos absolutamente seguindo adiante, como devemos, devido à importância da resposta a essa questão", afirmou.

O presidente dos EUA, Donald Trump, faz discurso acompanhado do secretário de Comércio, Wilbur Ross - Leah Millis - 1.out.18/Reuters

Na semana passada, a Suprema Corte dos EUA rejeitou o argumento do governo para acrescentar a questão no Censo, mas deixou aberta a possibilidade de que a Casa Branca oferecesse outras razões.

Após a publicação de Trump, o Departamento de Justiça informou à corte federal que supervisiona o litígio que o governo estava buscando "um caminho" para acrescentar a pergunta ao formulário.

"Acreditamos que possa haver um caminho legal sob a decisão da Suprema Corte. Estamos examinando isso, olhando opções de curto prazo para ver o que é viável e possível", afirmou o secretário assistente Joseph Hunt.  

A inclusão da pergunta foi questionada por vários estados, cidades e grupos de direitos civis, que veem na medida uma estratégia para reduzir o número de assentos no Congresso para estados onde há maioria democrata e alta concentração de populações imigrantes e latinas.

Segundo críticos da medida, isso beneficiaria brancos não hispânicos e ajudaria republicanos a obter assentos na Câmara e em assembleias legislativas estaduais uma vez que as fronteiras dos novos distritos eleitorais sejam redesenhadas após o censo.

Trump fez do combate à imigração ilegal uma das prioridades de seu governo e viu um aumento no número de detenções na fronteira —foram 132 mil em maio, maior número em mais de uma década.

Na quinta passada, Trump afirmou ainda que está verificando a possibilidade de que o Censo, que deve ser realizado a cada dez anos, segundo a Constituição americana, seja adiado.


CENSO 2020

A Constituição diz que, a cada dez anos, deve haver um Censo para determinar o número de representantes que cada estado receberá. Não é necessário ser cidadão para participar do Censo, mas apenas cidadãos podem votar 

POR QUE IMPORTA?

O número de assentos distribuído para cada estado na Câmara dos Deputados é baseado na contagem da população feita pelo Censo

O QUE SÃO OS DISTRITOS?

Os distritos congressionais são as 435 áreas das quais os membros são eleitos para a Câmara dos Deputados. O desenho, em tese, busca equilibrar a força de cada população local (brancos, afro-americanos, hispânicos, asiático-americanos) para não excluir nenhuma voz.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.