'Coletes amarelos' tentam protestar em Paris e são repreendidos com gás lacrimogêneo

Ao se infiltrarem em atos contra mudança climática e reforma da aposentadoria, 164 deles foram detidos

Paris | Reuters

Os protestos contra mudanças climáticas e a reforma da aposentadoria realizados em Paris neste sábado (21) ganharam a participação improvisada dos “coletes amarelos”

As forças de segurança, que já esperavam a visita surpresa, mobilizaram 7.500 policiais, canhões de água e veículos blindados. Ao todo, 164 manifestantes foram detidos.

Manifestante dos "coletes amarelos" em frente a motocicletas incendiadas durante confronto com a polícia, em Paris
Manifestante dos "coletes amarelos" em frente a motocicletas incendiadas durante confronto com a polícia, em Paris - Lucas Barolet/AFP

A polícia francesa disparou gás lacrimogêneo para dispersar os “coletes amarelos” que tentavam se reunir na avenida Champs-Élysées, que havia sido bloqueada. Em marchas anteriores, lojas da região foram saqueadas

Desde a última sexta (20), bairros foram isolados e mais de 30 estações de metrô foram fechadas para evitar tumulto e atos de vandalismo.

 

A marcha pelo clima —autorizada previamente, assim como a da aposentadoria— contou com confrontos esporádicos entre polícia e manifestantes que se infiltraram na marcha. 

Os “coletes amarelos” protestam contra a política social e fiscal do governo há dez meses. O movimento foi desencadeado por aumentos nos impostos sobre combustíveis e pela crescente oposição ao presidente da França, Emmanuel Macron.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.