Descrição de chapéu Coronavírus Governo Trump

Saiba quais tratamentos Trump está recebendo contra Covid-19

Presidente dos EUA tomou coquetel de anticorpos, antiviral e corticoide, mas não recebeu cloroquina

São Paulo

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou na madrugada de sexta-feira (2) que está com Covid-19. Desde então, ele tem recebido uma série de tratamentos contra a doença.

O republicano, internado no Hospital Militar Walter Reed, já teve que receber oxigênio suplementar e tomou um coquetel de anticorpos, um antiviral e um corticoide —mas não fez uso de cloroquina, remédio usado contra a malária e defendido pelo presidente americano no tratamento contra o coronavírus.

A questão é que não há nenhuma comprovação científica de eficácia do medicamento para combater a Covid-19. Trump também está tomando zinco, vitamina D, aspirina, melatonina (para ajudar a dormir) e famotidina, um antiácido que mostrou algum efeito sobre a Covid-19.

Saiba a seguir quais são os tratamentos usados pelo líder americano.

*

Remdesivir

Medicamento antiviral que foi criado inicialmente para combater o vírus da hepatite C e não funcionou. Posteriormente, foi usado contra o vírus ebola e teve bons resultados em laboratório, mas foi pouco eficaz em testes clínicos. Em testes contra o SARS-COV-2, o remdesivir conseguiu reduzir o período de internação de 15 para 11 dias, mas não aumentou as chances de sobrevivência. No organismo, a droga reduz a replicação do vírus. Cada tratamento com o remdesivir custa US$ 3.120 (cerca de R$ 17.700).

Coquetel de anticorpos REGN-COV2

O medicamento contém dois tipos de anticorpos sintéticos que se acoplam ao vírus e ajudam o corpo a combater o microorganismo. A farmacêutica que fabrica o medicamento, a Regeneron, criou uma droga semelhante que foi eficaz contra o ebola. Testes preliminares apontaram que o remédio, quando usado na fase inicial da doença, reduz a carga viral no paciente com Covid e pode encurtar o tempo de internação. O remédio é experimental e ainda não foi aprovado pela FDA (a agência que regula o setor nos EUA).

Dexametasona

Um medicamento corticoide muito antigo e barato, a dexametasona se mostrou eficiente para reduzir a letalidade em pacientes que estão em respiradores ou necessitam de cânula nasal de oxigênio. Em testes com grupo de controle, reduziu a letalidade em um terço. O corticoide tem ação anti-inflamatória e reduz a chamada tempestade de citocinas, reação imunológica excessiva do corpo, que passa a atacar o próprio organismo. Muitas vezes, essa é a causa de morte em pacientes com Covid.

O presidente Donald Trump em vídeo gravado do hospital militar onde recebe tratamento contra Covid-19
O presidente Donald Trump em vídeo gravado do hospital militar onde recebe tratamento contra Covid-19 - Casa Branca via Reuters

Tratamentos que Trump não está recebendo

Cloroquina

Apesar de Trump e o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, terem feito propaganda do medicamento, o líder americano não está sendo tratado com a droga. O remédio, uma arma eficaz no tratamento de malária, recebeu autorização provisória da FDA para ser usada contra a Covid-19. No entanto, testes clínicos mostraram que a droga não foi eficaz contra o coronavírus, e o órgão revogou a autorização.

Ivermectina

Outro medicamento recomendado pelo presidente Bolsonaro, tem eficácia comprovada no tratamento de lombrigas e piolhos, mas não contra Covid-19.

Anticoagulantes

Muitos pacientes com Covid-19 recebem anticoagulantes como a heparina, porque a doença frequentemente leva à formação de coágulos no pulmão e outros órgãos.

Plasma

Alguns pacientes hospitalizados nos EUA estão recebendo, em caráter experimental, tratamento com plasma de pessoas que tiveram coronavírus, desenvolveram anticorpos e se recuperaram. Estudos sobre riscos e efeitos do tratamento ainda não foram concluídos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.