Descrição de chapéu Café da Manhã

Como um algoritmo ajudou jornalistas a entender direita e esquerda no Twitter

Equipe de inteligência da Folha analisou 1,8 milhão de perfis na rede social

São Paulo

Por meio de um levantamento estatístico, a Folha analisou os perfis de 1,8 milhão de usuários brasileiros com interesse em política no Twitter. E concluiu: tanto usuários radicais de esquerda quanto de direita seguem poucas pessoas fora de seus grupos ideológicos e pouco compartilham mensagens de outros segmentos. A bolha na direita, porém, é mais fechada.

A ferramenta chamada de GPS Ideológico monitora o debate político nessa rede social e mostra, por exemplo, que um usuário classificado como de centro tende a ter em sua lista 67% de pessoas fora de seu próprio grupo. Entre os 5% mais radicais de esquerda, esse indicador de diversidade cai para 35%. A diversidade é ainda menor entre os 5% mais radicais de direita. Eles têm em suas listas somente 28% de perfis distantes de seu espectro.

Pra explicar esse trabalho e comentar os resultados, o Café da Manhã recebeu os integrantes da equipe de inteligência da Folha Fábio Takahashi e Daniel Mariani.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

Os episódios do Café da Manhã são publicados de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia, a partir das 6h.

O podcast é conduzido pelos jornalistas Rodrigo Vizeu e Magê Flores.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.