Ouvintes participam de gravação do podcast Café da Manhã

Evento aconteceu no auditório do jornal e reuniu cerca de 90 pessoas na plateia

São Paulo

A Folha realizou uma gravação do podcast Café da Manhã na última terça-feira (25) com a participação de ouvintes do programa.

Os jornalistas Magê Flores e Rodrigo Vizeu conduziram o evento diante de uma plateia com cerca de 90 pessoas no auditório do jornal, no centro de São Paulo.

Daniela Lima, colunista responsável pelo Painel, foi a convidada do episódio, que teve como tema principal a relação do Executivo com Legislativo e Judiciário. O episódio foi ao ar na quarta-feira (26), no Spotify.

Após a gravação, os apresentadores abriram espaço para o público tirar dúvidas sobre a origem, a produção e a edição do podcast

O programa de áudio, fruto de uma parceria entre a Folha e o Spotify, tem episódios publicados de segunda a sexta, a partir das 6h, e trata dos principais assuntos do noticiário no Brasil e no mundo.

A cada episódio, um jornalista envolvido na cobertura do tema abordado é convidado para trazer um resumo da notícia, comentários e detalhes de bastidores.

O programa também tem participação de especialistas ou de personagens das notícias.

Veja relatos de ouvintes que participaram do evento. 

“É uma boa opção para quem trabalha muito cedo, pois pode começar o dia bem informado. O tempo do podcast é ideal por não ser muito longo, além de trazer opiniões bem embasadas com explicações sobre as notícias que qualquer pessoa consegue entender."
Matheus Vital, 24, jornalista

“Quando abro as páginas do jornal, impresso ou digital, encontro mais notícias do que eu consigo administrar, algumas que não me parecem interessantes. Prefiro começar pelo podcast, que tem uma curadoria do que é relevante para mim."
Emília Drivas, 28, compradora

“Quem acorda cedo para trabalhar não tem tempo de parar e ler tudo que é publicado. O Café da Manhã traz um resumo rápido do que acontece no país e me ajuda a ficar bem informado, inclusive sobre temas mais difíceis de acompanhar, como a política."
Graziano de Souza Silva, 32, bancário

“Eu não tinha costume de ouvir podcasts antes de conhecer o Café da Manhã. Ele apareceu como sugestão no Spotify um dia e resolvi experimentar. Hoje, escuto o podcast no início do dia e deixo para fazer a leitura das notícias pela internet somente mais tarde."
Beatriz Sequeira, 24, publicitária

“Todo dia coloco o podcast para o pessoal da loja em que trabalho escutar. No começo, ninguém ligava muito, mas hoje já perguntam pelo programa se eu me esqueço. Ainda leio jornal pela internet, mas o podcast é a fonte mais importante para mim."
Patricia Paiva, 27, vendedora

“Escuto no metrô, indo para o trabalho. Nem sempre temos tempo para ler as notícias, e o podcast traz um resumo sobre os temas mais quentes."
Caio Werneck, 32, gestor público

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.