Descrição de chapéu Café da Manhã

Ouça os podcasts sobre a série Desigualdade Global

Fernando Canzian esteve por três vezes no Café da Manhã para falar sobre o especial da Folha

São Paulo

Em nenhum outro período da história tantas pessoas saíram da pobreza extrema como nos últimos 40 anos. Ao mesmo tempo, porém, na outra ponta, os ricos ficam cada vez mais ricos e a classe média vai sendo espremida entre os extremos.

Com a renda nos países emergentes se aproximando daquela nas nações ricas e com a desigualdade interna nos países em alta, o mundo tem voltado à configuração do final do século 19, quando a ascensão do nacionalismo e do populismo levou aos conflitos do século 20.

A desigualdade no mundo foi tema de uma série especial multimídia publicada pela Folha entre julho e agosto. Os jornalistas Fernando Canzian e Lalo de Almeida viajaram por países de quatro continentes (Europa, América do Norte, Ásia e África) e por cidades brasileiras para relatar a desigualdade nesses locais.

De agricultores no norte da China a moradores de favelas cariocas, passando por economistas e sociólogos que estudam o tema, eles se depararam com diferentes retratos da desigualdade no mundo e com várias visões que sugerem caminhos para reduzir o fosso entre pobres e ricos.

Canzian esteve por três vezes no Café da Manhã para falar sobre a série. Na primeira, relatou a desigualdade que viu nos Estados Unidos e em países ricos da Europa.

Da segunda vez, o jornalista explicou o cenário da África do Sul, considerado o país mais desigual do mundo, e da China.

E, por último, Canzian falou sobre a desigualdade brasileira.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.