Podcast analisa como a morte esteve presente na música de Cazuza

Morto há 30 anos, artista cantou sobre o fim da vida de uma perspectiva rara

São Paulo

A morte de Cazuza completou três décadas nesta semana. Nos últimos anos, o artista falou sobre a vida de uma perspectiva rara e a iminência da morte acabou transformando sua arte.

Caju, como era conhecido, contraiu HIV e, em 1987, viajou a Boston em busca de tratamento. Ele sofria as consequências de uma doença que, além de fatal, acentuava o preconceito de que sempre foi vítima, tanto por sua sexualidade quanto pelo estilo de vida hedonista.

O novo episódio do Expresso Ilustrada analisa como essa convivência com a iminência da morte acabou transformando a arte de Cazuza.

Com novos episódios todas as quintas, às 16h, o podcast discute música, cinema, literatura, moda, teatro, artes plásticas e televisão. A edição é de Natalia Silva e a apresentação é de Isabella Menon e Lucas Brêda, que também assina o roteiro.

O PODCAST ESTÁ DISPONÍVEL EM TODAS AS PLATAFORMAS DE STREAMING. AQUI ESTÃO ALGUMAS DELAS:

Spotify

iTunes

Deezer

Google Podcasts

Castbox

Stitcher

Logo Podcast Expresso Ilustrada
Logo Podcast Expresso Ilustrada - Folhapress
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.