Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/11/2011 - 12h42

Julgamento do mensalão será 'maior espetáculo midiático', diz Delúbio

Publicidade

DE SÃO PAULO

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares afirmou que o julgamento do processo do mensalão será "o maior espetáculo midiático do Brasil". Em evento em Goiânia durante a semana, ele apresentou os argumentos de sua defesa no STF (Supremo Tribunal Federal).

Delúbio é apontado pelo Ministério Público como o operador do esquema. Se for condenado, pode pegar até 111 anos de prisão pelos supostos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

"Houve um problema de deficit de campanha. As pessoas do PT e dos partidos aliados recorreram aos partidos e coube ao tesoureiro do PT na época --pessoa jurídica de tesoureiro do PT, que era eu--, e resolvemos pegar dinheiro emprestado com os bancos e demos o dinheiro para as pessoas pagarem as dívidas. Se as pessoas não contabilizaram o dinheiro na Justiça Eleitoral, o problema é de quem pegou e de quem prestou serviço a eles. O dinheiro tem origem, por isso que nós saímos do termo caixa dois para os recursos não contabilizados. Foi isso que aconteceu", disse.

O ex-tesoureiro ainda alegou inocência e afirmou não ter comprado deputado. "Não comprei parlamentar para votar com o governo. Tenho a consciência limpa, tranquila. Ando para todo lado, não tenho medo de ofensa. Mas me preservo. Quero e acredito na Justiça."

Como o ministro Joaquim Barbosa, do STF, só deve apresentar seu relatório sobre o mensalão em maio de 2012, os réus do processo concluíram que o julgamento só ocorrerá em 2013. Ricardo Lewandowski deve apreciar o caso como ministro revisor.

O caso veio à tona com a entrevista do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) à Folha em junho de 2005, quando contou pela primeira vez sobre um suposto esquema de pagamentos mensais a deputados do PP e do PL, no valor de R$ 30 mil.

No parecer entregue em julho, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu a condenação de 36 réus por envolvimento no esquema do mensalão. Somadas, as penas máximas chegariam a 4,7 mil anos de prisão.

"O Ministério Público Federal está plenamente convencido de que as provas produzidas no curso da instrução, aliadas aos elementos obtidos no inquérito, comprovaram a existência do esquema de cooptação de apoio político descrito na denúncia", escreveu Gurgel.

Adriano Vizoni - 04.out.2011/Folhapress
Para Delúbio, julgamento do mensalão será 'o maior espetáculo midiático do Brasil'
Para Delúbio, julgamento do mensalão será 'o maior espetáculo midiático do Brasil'
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página