Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/05/2012 - 20h06

Foragido, ex-presidente da Assembleia de Rondônia tem mandato cassado

Publicidade

FELIPE LUCHETE
DE SÃO PAULO

A Assembleia Legislativa de Rondônia decidiu nesta quarta-feira (23), por 10 votos a 5, cassar o mandato do deputado estadual Valter Araújo (PTB), suspeito de liderar esquema de fraudes em licitações do Estado e de montar uma espécie de mensalão na Casa.

Araújo foi afastado da presidência da Assembleia no fim do ano passado, após ser alvo de operação da Polícia Federal, e está foragido desde dezembro, quando o STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou sua prisão.

Na sessão desta quarta-feira, a maioria dos deputados que votaram foi favorável também à suspensão por 30 dias de outros seis deputados suspeitos de receber dinheiro para ajudar na sustentação política de Araújo. Todos foram responsabilizados por quebra de decoro parlamentar.

A votação foi secreta. Deputados que não mostraram as cédulas de papel com o voto foram vaiados por quem assistia à sessão na Assembleia.

Araújo foi denunciado pelo Ministério Público sob acusação de formação de quadrilha. Segundo a Promotoria, ele desviou recursos da área da saúde e usou parte do dinheiro no pagamento de propina a colegas.

Os outros deputados foram denunciados sob acusação de corrupção passiva.

"DINDIN"

Entre eles está Ana Dermani de Aguiar (PT do B), que, segundo sugerem as investigações, cobrou propina por torpedos de celular.

Conforme a Folha revelou em 2011, ela enviou mensagens a Araújo para cobrar o "compromisso" com o "dindin", passar o número de sua conta bancária e depois agradecer o pagamento.

Na época, a deputada negou ter cometido crime e disse que as mensagens estavam fora de contexto.

A reportagem não conseguiu localizar a defesa de Araújo nesta quarta-feira.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página