Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Em food-truck, Bolsonaro diz que seu governo deve ter mais três ministérios

Presidente eleito comeu cachorro-quente de R$ 17 em lanchonete de amigo em Resende

Sérgio Rangel
Resende (RJ)

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse no início da noite desta sexta (30) que o seu governo deve ter mais três ministérios.

Ele pretende anunciar na próxima semana o novo ministro do Meio Ambiente e contou que “está em conversão [os Ministérios] da Família e dos Direitos Humanos”.

A afirmação foi feita enquanto Bolsonaro comia um cachorro-quente em Resende, no sul do estado do Rio.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, chega em Resende (RJ) e come cachorro-quente em food truck de amigo na cidade
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, chega em Resende (RJ) e come cachorro-quente em food truck de amigo na cidade - Tercio Teixeira/Folhapress

Segundo o presidente eleito, “tem uma meia dúzia de nomes que estamos escolhendo” para ocupar a pasta do Meio Ambiente.

“Logicamente que ele será afinado com o Ministério da Agricultura. Vamos acabar com a indústria da multa”, disse Bolsonaro.

“O pessoal do Meio do Ambiente tem que entender que não são os donos do Meio Ambiente no Brasil.  Quero preservar o Meio Ambiente. Mas não da forma que eles estão fazendo. A multa no campo que [destina ] 40% do [valor ] para a ONG vai deixar de existir por decreto presidencial. Vai ser diferente. O Meio Ambiente vai ser respeitado e o produtor rural também”, completou.

Sem colete à prova de balas, o presidente eleito deixou o hotel na cidade para comer um cachorro quente em um food-truck de um amigo na cidade. Ele foi até o local com uma comitiva de mais de 20 policiais federais.

Em setembro, ele foi vítima de um atentado em Juiz de Fora no início da campanha.

“Isso aqui é que nem vinho. Já como há 30 anos”, brincou Bolsonaro, que foi cercado por moradores da região, um reduto de militares.

O cachorro quente “com tudo”, como é o nome do sanduíche, leva ovo, linguiça de porco, batata frita, cheddar, queijo ralado, milho. Além do lanche, ele ainda tomou um refrigerante e pagou outras quatro latinhas para os integrantes da sua comitiva. Bolsonaro desembolsou R$ 50 e não pediu troco.

A parada no food-truck foi rápida. Demorou menos de 15 minutos. Mais tarde, Bolsonaro foi jantar com oficiais em um hotel de trânsito do Exército, na cidade.

O presidente eleito vai dormir em Resende para participar neste sábado (1) da formatura da Aman (Academia Militar das Agulhas Negras), onde Bolsonaro estudou.

Um dos filhos do presidente eleito e a ex-mulher Ana Cristina Valle moram na cidade. Na eleição, ela tentou se eleger deputada federal pelo Podemos. Com o nome Cristina Bolsonaro, obteve 4.555 votos e não conseguiu vaga em Brasília.

Em 2011, a ex-mulher afirmou ao Itamaraty que foi ameaçada de morte por ele, o que a levou a deixar o Brasil.

O relato consta de um telegrama reservado arquivado no órgão, ao qual a Folha teve acesso. Na época Bolsonaro e Ana Cristina travavam uma disputa judicial sobre a guarda do filho do casal, então com cerca de 12 anos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.